Cansei de esperar o dia em que a vida vai sorrir na minha direção. Nada acontece se eu não vestir disposição e otimismo. Amores não permanecem, instantes não são aproveitados e, o mais importante, não faço o meu próprio destino. Hoje é um belo dia para começar a me fazer feliz. Vou com tudo no agora. Depois vejo no que dá.

Calma, não perdi a cabeça. Também não acordei enxergando tudo um mar de rosas e pensando que somente coisas boas vão acontecer porque quero. Mas vejo que o meu caminho só mudará se eu mudar. E pra isso é preciso força, autoconhecimento e fé. Força no sentido de continuar perseguindo os meus sonhos. Autoconhecimento para saber lidar com quedas, decepções e partidas. Já a fé, bom, essa é para acreditar no universo de sentimentos que sou capaz de transbordar e transformar, todos os dias, para ser a minha melhor versão. A mais amiga, parceira e cúmplice que tenho vocação para ser.

Estou saindo fora de relacionamentos que não estão em dia com a reciprocidade. Quero pessoas bem-vindas do meu lado. Sim, é pura seletividade. Agora, seleciono e conto no coração os que realmente somam comigo. Os que sinceramente se esforçam para retribuir o carinho e o respeito que entrego. É de gente assim que prefiro estar perto, não adianta. Qualquer um ausente dessas atitudes, desculpe, passo.

Aprendi que o jeito mais simples da minha paz ser alcançada é colocando os pingos nos is dos meus inteiros. A minha plenitude não é negociável. E não adianta marcar datas no calendário, lançar invejas por cima dos ombros e nem fingir momentos quando se aproximar. Comecei o ano com a alma calibrada e pronta para seguir viagem. Hoje foi um belo para começar a me fazer feliz.

Imagem de capa: Dariia Pavlova, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




Guilherme Moreira Jr
"Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro"

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here