Meu futuro amor, estou quase pronta para você. Só te peço um pouquinho de paciência. Estou finalizando a organização da minha bagunça interna. Sabe, você até poderia chegar agora, mas é que desejo te receber com a minha casa interior toda ornamentada, quero capricho em todos os detalhes, você entende? Eu preciso disso, preciso fazer diferente dessa vez.

Eu entendo que você esteja ansioso, mas, acalme-se, vai valer a pena, confia em mim. Está quase tudo pronto, desmontei a minha velha estrutura com calma e, pouco a pouco, transformei-a num recôndito simples, aconchegante e arejado. Foi uma reforma necessária, aqui tinha muita coisa que já não fazia mais sentido.

Não, eu não estou demorando para ficar pronta para te receber em minha vida. Não me apresse. Não acelere o processo, por favor. Esse tempo, aparentemente longo, é necessário. Você não faz ideia da bagunça que estava em minha alma. Eu não queria te receber daquele jeito, não ia valer a pena, seria um desperdício. Eu não queria ficar me explicando o tempo todo. Eu não queria ficar falando de mágoas. Eu não acho justo estar com alguém ao lado transbordando amor e eu sem ter condições de acolher isso com inteireza de alma. Entende?

Não pense que é fácil administrar essa vontade que tenho de obedecer à essa intensidade cravada em meu DNA. Contudo, optei por brecar um pouco essa impulsividade, afinal, já fiz muita coisa norteada por ela e posso afirmar que colhi muitos dissabores. Eu não tinha a devida paciência para fechar os ciclos. Eu não esperava a ferida cicatrizar. Tudo era urgente demais. Visceral demais. Tudo era para ontem. Era como se eu fosse governada pelos hormônios.

Está mais perto do que você imagina, já fechei o ciclo anterior. Só faltam pequenos ajustes, na realidade, estou na fase da decoração. Quero deixar tudo impecável para quando você chegar. Quero te ofertar o meu sorriso mais espontâneo e genuíno. Quero abraçar seu corpo e também sua alma. Quero beijar-te como nunca beijei ninguém. Vou te apresentar lugares da minha alma que ninguém conheceu, pois são lugares sagrados e, ninguém, até então, foi digno de adentrá-los.

Amor, meu grande amor, aguarde só mais um pouquinho. Prometo fazer valer cada segundo longe de mim. Obrigada por não ter desistido de me encontrar. Teremos o resto da vida juntos, vai dar tempo de dividirmos tudo o que estocamos, na alma, em forma de amor. Teremos nossas noites com sol e nossas manhãs de aconchego. Prometo o café mais gostoso que você já provou na vida. Não vai te faltar cafuné e abraços de urso. Só peço que não fique chateado se eu dormir no meio de um filme que não me interessa muito. Ah, não entendo nada de futebol, nem tenho interesse, mas serei capaz de assistir contigo, só para te fazer companhia. Ah, prepare-se para encontrar bilhetes de amor espalhados pela casa, de vez em quando.

Obrigada por confiar em mim…esperei a minha vida por você. Mas, por favor, chegue na hora que o Universo marcou, sem atrasar nenhum minuto.

Imagem de capa: Dark Moon Pictures, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Ivonete Rosa
Sou uma mulher apaixonada por tudo o que seja relacionado ao universo da literatura, poesia e psicologia. Escrevo por qualquer motivo: amor, tristeza, entusiasmo, tédio etc. A escrita é minha porta voz mais fiel.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here