Quem vai atrás é mochila. Segue em frente e quem quiser que caminhe ao seu lado.

No amor, ou você está ao lado de quem ama ou não está. Correr atrás de alguém não é coisa que se faça, não. É péssimo para quem persegue e pior ainda para quem é perseguido. Destrói a autoestima de um e acaba com a paz do outro.

Gente que aceita viver atrás de quem quer que seja abriu mão de seu amor próprio. E eu tenho a impressão de que só ama alguém de verdade aquele que se ama primeiro. Afinal, quem é que pode dar o que não tem? Quem se ama mesmo não precisa ir atrás de ninguém. Quem se ama leva sua vida em frente e quem quiser que siga ao seu lado. Se tudo der certo, se os caminhos coincidirem, se os santos baterem e as vontades se encontrarem, lá estarão duas pessoas caminhando juntas pela vida. Lado a lado, sempre. Nunca uma na frente e outra atrás.

Quem tanto vai atrás de uma pessoa é porque não pode estar ao lado dela. Se pudesse, já estaria. Se tivesse de ser, já teria sido. Aos muito afeitos a viver na esteira de outro alguém, feito viaturas policiais perseguindo um fugitivo, falta em geral amor próprio e “semancol”.

Atrás a gente só corre dos nossos sonhos, nossas metas, nossos objetos de desejo. De pessoas, não. Pessoas se encontram, não se perseguem.

Seguir em busca do amor é diferente. A gente exercita um gosto sincero por nós mesmos, se cuida, se põe no lugar certo e, em consequência, dá à pessoa certa os motivos para ela nos amar também. A gente se ama e assim se faz merecedor do amor de outro alguém. Bem diferente de correr atrás de quem quer que seja.

Vão me desculpar os que pensarem diferente de mim. Mas Deus me livre do delírio de um dia aceitar correr atrás de alguém e me proteja de quem, por algum engano, resolva me perseguir. Pessoas afins caminham ao lado umas das outras. Quem vai atrás é mochila!

Imagem de capa: Pro_Stock, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




André J. Gomes

Jornalista de formação, publicitário de ofício, professor por desafio e escritor por amor à causa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here