Você colhe o que ama

Faz assim, recomece. Pare e faça tudo de novo se for necessário. Mas não hesite. Não deixe jogarem os seus sentimentos desapego abaixo. Você colhe o que ama. Ninguém tem o direito de te fazer desistir da felicidade que é estar de bem consigo.

Você não precisa agradar uma plateia para construir o seu próprio caminho. Desde que você se proponha a respeitar e ter empatia pelas escolhas do outro, você pode decidir viver as suas emoções do jeito que melhor entender. E isso começa com você aproximando mais as coisas e pessoas que ama.

Você já passou da fase de aturar gente chata. Já passou do ponto de ficar anestesiada com amores pela metade. Já passou da idade de ter que aceitar relações, trabalhos e estilos de vida que não agregam valor para a sua paz de espírito. É tempo de dar um basta, sim. Você merece.

Você é muito mais do que essas migalhas que andam oferecendo por aí. Você teve a sorte de encontrar consigo e de ter aproveitado para crescer por dentro. Você foi solidão e companhia numa nota só. Então, por que negar muito de você para você? O seu coração não é barganha.

Você não é egoísta, acredite. Você não é trouxa e também não é pior pessoa do mundo. Você é você. E sendo quem é, nada mais justo do que tocar em frente os seus melhores planos, sonhos e lados. Plante o que ama. Seja o que ama.

Confie nos seus abraços. Você não precisa esperar a reciprocidade de ninguém para alcançar a plenitude do próprio amor. Você colhe o que ama, não se esqueça.

Imagem de capa: sergey causelove, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Guilherme Moreira Jr
"Cidadão do mundo com raízes no Rio de Janeiro"

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here