Bobos como bebês!

Já dizia Osho: precisamos ser bobos como bebês!

Renascer para a vida a todo o momento, como se tivéssemos recém chegado a esse mundo.

Morrer para o passado, o tempo todo. Soltando tudo o que não faz bem.

Bebês confiam cegamente, não guardam rancores, não se corrompem.

Se alguém lhes engana ou lhes faz algum mal, eles deixam passar, não entram na onda.

Assim, permanecem em harmonia com tudo o que os cerca.

Permeados de inocência, paz e confiança.

Eles se entregam à vida, não tem medo do desconhecido.

Ao contrário, querem aventura. Querem explorar, querem descobrir, querem se encantar com a existência.

Eles têm fé de que tudo dará certo, nada diferente disso lhes ocorre.

E, conscientes da sua totalidade, desabrocham para a vida.

Precisamos, pois, resgatar nossa pureza e a consciência da nossa criança interior.

Precisamos celebrar, o tempo inteiro, das mais diversas formas, todas as coisas.

Precisamos nos jogar, nos arriscar, despertar…

Tal como os bebês!

Estamos nesse mundo a passeio, nossa estadia aqui é curta, não há porque nos contermos tanto!

Sejamos bobos, então, para tudo o que necessário for…

Imagem de capa: AMR Studio, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Susiane Canal

“Servidora Pública da área jurídica, porém estudante das questões da alma. Inquieta e sonhadora por natureza, acha a zona de conforto nada confortável. Ao perder-se nas palavras, busca encontrar um sentido para sua existência…”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here