4 condutas que podem predizer um divórcio

Imagem de capa: Olena Yakobchuk, Shutterstock

Mesmo que o divórcio dependa de muitíssimos fatores, existem alguns que, se forem repetidos com o tempo, podem ser indicativos deste desfecho, por isso é bom evitá-los ou achar uma solução

Quando não estamos em uma relação, é muito fácil ver os problemas nos casais que nos rodeiam.

Não acontece o mesmo quando se trata de nós mesmos. O amor não nos deixa ver adiante ou equilibra o negativo com o positivo.

No entanto, em muitos casos, aquilo que não tinha importância na paixão dos primeiros anos, um dia se converte em um gigante insuperável.

Por isso, é bom tentar refletir sobre estes aspectos com frieza.

Contudo, ás vezes o problema não é este. E reside no fato de que temos uma dinâmica como casal que acreditamos ser boa, mas na verdade não é.

Um exemplo deste tipo de conduta que pode predizer um divórcio são os ciúmes. Muita gente acredita que são inseparáveis do amor.

Por este lado, buscam companheiros ciumentos e não têm vergonha de admiti-lo.

Ao contrário do que se pensa, a origem destes sentimentos pode desencadear uma separação, já que partem do sentimento de propriedade e de desconfiança um para o outro.

Este é somente uma das atitudes que temos interiorizadas como normais e que, ao longo prazo, podem se converter em um obstáculo, mas existem muitas mais.

Quer saber quais?

1. Iniciar uma discussão culpando o outro

Se estivéssemos falando de um romance policial, saberíamos que o responsável do crime é descoberto no final do relato. É lógico, não?

Uma vez descoberto o assassinato, o detetive deve encontrar as pistas que levem à solução do crime.

– Um problema de casal é igual, com a diferença de que nunca existe um único responsável.
– Isto quer dizer que quando queremos solucionar algo, o ideal é falar com a máxima calma possível com um objetivo comum: acabar com o que nos impede de avançar.
– Saber que temos que melhorar é uma ferramenta para consegui-lo, nunca um motivo de censura.
– Se cairmos na acusação constante, o diálogo será impossível, por isso que, cedo ou tarde, sua história acabará.

2. Pensar que uma crítica é um ataque

As pessoas que têm a autoestima danificada, seja pelo excesso ou por defeito, costumam ter este tipo de reação.

Aparece o medo de repente e, com ele, dissipa-se qualquer possibilidade de escuta ativa. Assentimos, atacamos, gritamos, inclusive choramos, mas não escutamos de verdade.

Estamos fechados e nosso cérebro levanta um muro com o qual nosso parceiro se depara cada vez que precisa de algo diferente de nós.

Esta é uma das condutas que podem predizer um divórcio porque a paciência do outro pode terminar.

A consequência é nefasta, pois entre o jogo de gritos e ofensas você acaba machucando-o e ele termina indo embora, ou mesmo, decida ir antes de entrar nesta dinâmica.

O mais difícil é que ele fique.

3. Evitar o conflito

E aqui voltamos a falar do medo. Neste caso, de perder a pessoa que amamos.

Ninguém é perfeito, por isso que por mais amor que se sinta, a outra pessoa fará coisas que você não gosta. Algumas serão insignificantes, mas outras o incomodarão profundamente ou o machucarão.

No entanto, não se atreva a dizê-lo. “E se ele achar ruim? E se não me entender? E se me deixar?”

É possível que você não o verbalize, mas o sentimento seguirá em sua cabeça.

Este se manifestará de algum modo: um mal gesto, momentos de ausência enquanto estão juntos, uma reação descompensada que a outra pessoa não entende…

Tudo isso entorpecerá sua relação e impedirá que a comunicação flua normalmente, questão que costuma esgotar as duas partes.

4. Querer compartilhar tudo

Os dois tinham vidas antes de se conhecerem e tinham gostos diferentes. Você não pode renunciar a isso para estarem sempre juntos.

Os seres humanos têm muitas dimensões, e todas devem ter espaço em nossas vidas. Além disso, é importante chegar em casa e ter algo para contar.

Alimentar a conversa é um caminho para avivar a chama do amor e também da paixão. Você por acaso não deseja mais seu companheiro depois de um bom papo?

Como você pode ver, as condutas que podem predizer um divórcio são diferentes caras de uma mesma moeda.

O diálogo, a escuta e a conservação de sua individualidade são indispensáveis para ter uma relação saudável e duradoura.

Fonte indicada: Melhor com Saúde

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here