Não quero você para mim, quero você comigo

Imagem de capa: Mintybear, Shutterstock

Não quero você para mim, quero você comigo. O amor não é possessão, é a união de duas pessoas completamente diferentes, ou com alguns pontos em comum, que se aceitam do jeito que são. O amor representa duas almas que se encontram no caminho e que, enquanto preservam a sua identidade, se entrelaçam compartilhando um mesmo destino.

Por isso quero você comigo, mas não para mim. Quero que você viva a sua vida e compartilhe essa vida comigo, porque nessa vida não apenas estarei eu. Você seguirá o seu caminho e terá o seu próprio mundo, mas se o seu destino estiver unido ao meu, estaremos compartilhando esse caminho.

“No amor, cada um de nós é responsável pelo que sente, e não pode culpar o outro por isso. Ninguém perde ninguém porque ninguém é dono de ninguém.

E esta é a verdadeira experiência da liberdade: Ter a coisa mais importante do mundo sem possuí-la”

-Paulo Coelho-

Vamos construir nosso universo

Vamos construir nosso próprio universo com espaço para nossos planetas, nossos sonhos e nossas metas. Onde poderemos contar como passamos nossos dias, esses que compartilhamos com outras pessoas, outros trabalhos, outros mundos.

Um universo com horizontes paralelos que permitem diferentes pontos de vista e que façam dessas diferenças a virtude de continuar crescendo. Porque não somos um, somos diferentes, mas aprendemos com o que cada um de nós enxerga. Compartilhamos nossas vivências porque nos conhecemos de um jeito tão íntimo e verdadeiro que somos livres para dizer o que for com a certeza de que sabemos o que outro pensa.

Às vezes, só de nos olharmos, sabemos o que pensamos. Outras vezes precisamos nos explicar, e outras não conseguimos compreender o que o outro está pensando. Mas todas elas, sem exceção, são formas de nos amarmos porque somos livres, e ainda assim preferimos nos manter juntos no universo que criamos.

Quero você comigo quando encostamos nossas mãos e os nervos se apoderam do meu estômago. Quero você comigo para rir das minhas bobagens, de como sou desajeitada ou de como sou avoada. Quero você comigo quando você sorri, mas também quero esse sorriso tão bonito com o mundo.

Por isso quero você comigo, mas não apenas para mim.

Quero você feliz e independente

Quero você feliz e independente. Também maluco e sorridente. Amo você do jeito que você é, porque foi assim que você ganhou meu coração. Não tenho a pretensão de você ser perfeito porque eu também não sou. Quero ver você feliz a cada instante e por isso respeito tudo que você faz, mesmo que talvez eu não fizesse o mesmo. Mas isso é que é belo, aprender que a vida não tem apenas um caminho.

Viva, pule, corra e seja livre, seja feliz meu amor, que eu sou feliz vendo você aproveitar como se cada instante fosse acabar com um suspiro. Obrigada por virar o meu mundo do avesso e fazer coisas que eu não pensava conseguir entender, mas que agora ganharam um novo sentido.

Ser independente neste mundo de viciados em posses pode parecer uma loucura, mas a pior loucura é se privar da liberdade.

É muito divertido chegar em casa e ter alguém para contar as histórias de outro lugar. As risadas, os conselhos, e qualquer bobagem que pensarmos sobre nossos mundos serão a base da nossa própria realidade.

Uma realidade que tem sentido se vivida separadamente, mas contada quando nos juntamos. Mantemos nossos espaços e sabemos que nos respeitamos, nos amamos e nos deleitamos. Não somos prisioneiros do que o outro faz, diz ou pensa, porque quando estamos juntos aproveitamos tanto ou mais do que quando estamos separados.

Por isso sabemos que nos amamos, porque apesar de sermos felizes estando separados, escolhemos viver com alguém do lado. Assim, ter a coisa mais importante do mundo, o amor, ao nosso lado, sem possuí-lo mas compartilhando a felicidade com os outros, é a melhor forma de viver no meu mundo. Um mundo que quero com você, um mundo cheio de liberdade, respeito, amor e felicidade.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here