Se não for pra ser inteiro é melhor não ser

Imagem de capa: Bogdan Sonjachnyj, Shutterstock

Sim. Eu sei que você cuidou de mim como eu jamais imaginaria. Nos últimos meses você esteve ao meu lado em todos os momentos. Você teve a paciência para me escutar e me aconselhar, você me estendeu a mão e não pediu nada em troca. Você cuidou de tudo o que sobrou de mim. Soube juntar cada um dos meus cacos que estavam espalhados pelas esquinas que passei e me reconstruiu. Sim, você fez muito por mim.

Você me mostrou o quanto eu posso ser melhor e o quanto a vida ainda pode me reservar coisas boas, você me mostrou um mundo aberto de possibilidades, novas chances para um recomeço como se deve ser. Você me ajudou a curar meus piores porres. No momento eu que desejei que o mundo caísse sobre minha cabeça você estava ali, você me fez querer abrir os olhos novamente, me fez ter vontade de sair e encarar o mundo lá fora. Sim, você é mais do que jamais imaginei que pudesse ser, ou que eu pudesse ter.

Mas por algum motivo hoje não tenho mais livre controle sobre quem sou. Não sou o mesmo de antes. Já não vejo mais tantos motivos para sorrir, já não tenho mais tanta vontade de arriscar, já não entro no quarto sem acender a luz. Já não entrego a minha chave para mais ninguém. Hoje meu coração já não esta mais aberto e disponível quanto era antes, já não é mais um aventureiro e desbravador de emoções, já não busca mais o sentido para sentir todo aquele arrepio de antes. Alguma coisa mudou em mim e você sabe disso, você esteve do meu lado nesse processo.

Um dia você me disse que tudo na vida uma hora acaba, a gente nasce sabendo que um dia nada mais existirá e nesse dia nada mais terá sentido. A gente é feito pra acabar e isso é a única realidade. Mas hoje tenho medo de seguir em frente, de me apaixonar de novo. Medo de sentir aquele arrepio ao mergulhar de cabeça e com olhos fechados em um relacionamento outra vez. Tenho medo de me doar de novo e ter meu coração machucado novamente. Por que no final das contas é isso que acontece. Quanto maior o amor, maior é a dor quando se acaba. Quanto mais à chuva demora a cair mais estrago ela é capaz de causar.

Por isso mudei. Acreditei que a resposta pra ser mais forte a dor era ser a origem da dor. Acreditei que se não me mostrasse frágil novamente nada de ruim me aconteceria. Prometi a mim mesmo não me apaixonar novamente, não acreditar nessas histórias de contos de fadas. Decidi não mais me entregar por inteiro e nem por um minuto sequer fechar meus olhos novamente.

Talvez não mereça o amor, assim pensava. Não mereço ser feliz, afinal sempre estrago tudo no final. Vou seguir minha vida sozinho e quem sabe um dia a sorte mude. Por algum momento me senti bem com isso, com essas decisões. Mas você tinha que tentar mudar tudo na minha vida né?

Tinha que ser perfeita comigo, tinha que entrar na minha vida, tinha que tentar fazer de tudo pra eu voltar a ser como eu era antes? Você tinha que mudar minha rotina, tinha que se importar comigo, você tinha que ter feitos todas essas coisas que você me fez? Você tinha que me dizer que me ama? Por quê?

Eu até que estava acostumando com tudo isso, com essa coisa de acreditar na vida e tudo mais. Mas você rompeu uma das barreiras que jamais poderia imaginar e nem esperar. Você fez por mim muito mais do que eu podia esperar, muito mais do que achei que era pra mim. Mas hoje não posso ser pra você o que você quer.

Hoje eu não posso te amar. Não posso disser que eu serei bom pra você porque não serei. Não posso cuidar de você como você cuida de mim. Não posso ser atencioso com você igual você é comigo. Esta muito além das minhas capacidades hoje. Por mais que eu goste muito de você o meu coração ainda esta fechado para o mundo ai fora. Hoje eu quero o seu abraço, aquele mais apertado sim, mas não espere que eu retribua com um beijo porque não posso. Sei que pode parecer egoísmo meu dizer isso, mas preciso ser o mais sincero com você.

Talvez um dia eu possa te amar tanto quanto você diz que me ama, mas antes disso eu tenho que encontrar em mim a capacidade de amar novamente. Preciso acertar as contas com meu passado, aceitar e entender o porquê sofri tanto e porque me fechei tanto para tudo isso. Preciso encontrar de novo a pessoa que um dia foi capaz de amar sem nenhuma prudência, sem esconder, sem fingir. Por mais que eu queira, hoje eu não posso. E você não merece um amor assim pela metade. Se não for pra ser inteiro é melhor não ser.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Igor Cruz
Arquiteto, urbanista, escritor, podcaster e editor. Escrevo em busca de algo que me conecta com o outro, que me faz emergir em uma onda de amor e pensamentos sobre o que a vida ainda pode ser. A escrita é uma ponte que nos conecta há um novo mundo cheio oportunidades e conhecimentos. Cabe a nós e somente nós, dar o primeiro passo para atravessar essa ponte. Podcaster no InFormais Podcast.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here