Não deixe que o tempo decida por você

Imagem de capa: Stone36, Shutterstock

Você já parou pra pensar o quanto nossa vida é dinâmica? O quanto as coisas podem acontecer de uma hora para outra sem que haja nenhum planejamento? Imagine o quanto aquele último segundo pode mudar completamente a sua vida. Coisas espontâneas que acontecem de surpresa podem ter um impacto enorme em nossas vidas, a partir do instante em que decidimos sair de uma rotina pré-determinada e encarar a mudança de certas escolhas e atitudes.

Às vezes nos apegamos à coisas tão pequenas que deixamos de vislumbrar um momento maior por conta do excesso de vaidade. A vida passa tão rápido e, muitas das vezes, assistimos de camarote o nosso destino se desenhar em nossa frente e ainda sim somos incapazes de fazer algo. Isso se dá, principalmente, pelo medo de abandonar sua zona de conforto e se arriscar mais, optando por atitudes diversas que te façam movimentar em busca de algo novo.

Quantas pessoas vêm e vão em nossas vidas? Já imaginou quantas delas poderiam ser aquela pessoa que daria um novo sentido a tudo o que vivemos até aqui? E onde nós estávamos quando ela foi embora, ou será que essa pessoa ainda esta por ai? Todos os dias passamos por diversas pessoas na ida para o trabalho. Quantas vezes demos um bom dia para aquele que divide o banco do ônibus ou então o que senta ao seu lado no metrô? Como poderemos saber se aquela pessoa não vai ser a mãe, ou, o pai dos seus filhos. Ou então um amigo inseparável, talvez até mesmo um sócio em um negócio de sucesso. Mas jamais saberemos, pois nos limitamos a não desejar nem mesmo um bom dia, quem dirá iniciar uma conversa informal com um estranho, né?

E então assim como tantos outros, essa pessoa vai se levantar e talvez você nunca mais a veja novamente. Assim como alguns amigos de infância ou dos tempos do ginásio. Ou a turma do fundão durante o ensino médio, ou a turma da bebedeira durante a faculdade. Os amigos do antigo trabalho. Todos eles uma hora ou outra, assim como aquela pessoa que estava sentada do seu lado, vão partir e deixam seus lugares vazios até que outras pessoas o ocupem.

Nessa dinâmica intensa e incessante que é a vida muitas pessoas vêm e vão a todo o momento. Muitos vão passar pela sua vida, mas poucos irão ficar. E isso depende principalmente de nós e nossas escolhas. Não há vergonha em demonstrar o quanto se importa e o quanto não quer que aquele amigo perca contato ou então termine aquele relacionamento sem ter ao menos tentado concertar as coisas, deixando o orgulho de lado e mesmo com a confiança de que está certo, evitar a queda de braço por discussões que não nos levam a lugar algum.

A vida depende diretamente das escolhas que tomamos e como tornamos essas escolhas realidade. Muitas vezes o orgulho é maior, e faz com que as pessoas se afastem aos poucos. O tempo muda a todo instante, assim como nossas prioridades, desejos e sonhos, e por conta disso muitos pessoas que gostamos, uma hora ou outra seguirão outra direção durante a caminhada. Por mais que saibamos que em algum momento isso pode acontecer, iremos nos surpreender com a facilidade que perdemos contato com pessoas que um dia já foram tão próximas, e como isso fica cada vez mais comum à medida que os anos passam.

Como o tempo, as pessoas mudam a todo instante e devemos aprender a aproveitar o máximo cada momento vivido ao lado daquela pessoa que é tão importante para nós e se acreditamos que ela deve permanecer em nossa vida por mais tempo, devemos então fazer algo a respeito disso. Não há vergonha alguma dizer o quanto alguém é importante na sua vida. Vergonha é fingir que não se importa e por orgulho deixar partir aquela pessoa que tem tanta importância pra você. Então acredite, se você encontrou essa pessoa que faz com que sua vida tenha um sentido melhor e maior, não tenha medo e faça algo a respeito, talvez ela não saiba disso, não imagine o quanto ela significa para você. Comece a agir e não espere que o tempo tome as decisões por você.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Igor Cruz
Arquiteto, urbanista, escritor, podcaster e editor. Escrevo em busca de algo que me conecta com o outro, que me faz emergir em uma onda de amor e pensamentos sobre o que a vida ainda pode ser. A escrita é uma ponte que nos conecta há um novo mundo cheio oportunidades e conhecimentos. Cabe a nós e somente nós, dar o primeiro passo para atravessar essa ponte. Podcaster no InFormais Podcast.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here