Ela é a soma de todos os afetos.

Imagem de capa: KIRAYONAK YULIYA, Shutterstock

Vai parecer triste em alguns momentos, mas é só uma forma carinhosa de querer tua atenção. Ela carrega um misto de sentimentos dentro do peito e é apaixonada pela forma como é tratada. Ela tem coração frágil e precisará de mútuos cuidados daqui pra frente. Talvez por dias, meses, quiça anos.

Ela recita poesias com as retinas quando insiste em passar seus dedos macios no teu cabelo num cafuné dos deuses. Ela observa, mas quer ser observada também. Ela pode ser tudo, ou nada. No fim, ela é a soma de todas as coisas. Vira e mexe, vai vê-la toda linda em forma de concha roubando metade da tua cama. Ela adora fazer cafuné, mas ama receber também. Amor é uma troca, diz ela baixinho com os olhos.

Um pouquinho daqui, um tiquinho dali, torna-se bastante da gente, sempre.

Ela é a soma de todos os afetos. Sabe fazer carinho como ninguém, te olha nos olhos como nenhuma outra garota te fitou antes. Ela mexe com teu coração mais que abalo sísmico, e deixa uma marca na tua alma que tempo algum consegue apagar. Sem ela, tu és apenas um prisioneiro de teus sonhos.

Ela é tua saudade mais gostosa. Tua espera mais angustiante. Teu maior sentimento alegre. Ela é tua dor-amor. Pois amor dói, mas não fere.

Ela é tudo entre todas as coisas. Ela é a soma de todos os afetos.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Pedro Ficarelli
Apaixonado pela poesia feminina. Acredito fielmente que o amor seja o infinito que resolveu morar no detalhe das palavras. Muito prazer, eu me chamo Pedro Ficarelli, e escrevo com o único intuito de pôr palavras onde a tua dor se faz insuportável.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here