E se eu não me levantar hoje?

Imagem de capa: PhotoMediaGroup, Shutterstock

O grande inventor James Watt afirmava: “Eu conheço apenas dois prazeres: a preguiça e o sono”. Apesar disso, este matemático desempenhou um papel muito importante na Primeira Revolução Industrial. Imagine se ele dissesse todas as manhãs “Hoje eu não vou me levantar” e realmente agisse dessa forma. Talvez hoje você não pudesse viajar de barco, porque este homem inventou a máquina a vapor.

No entanto, por trás da declaração “Hoje eu não vou me levantar” podem se esconder diferentes motivações. Nem sempre ela deve ser atribuída à preguiça, à falta de vontade ou de energia. Às vezes pode ser uma doença grave que a pessoa esconde, problemas psicológicos ou fisiológicos como a apatia, depressão, um trabalho que o faz infeliz, etc.

Há muitas razões pelas quais a pessoa diz “Hoje eu não vou me levantar.” No entanto, isto não precisa ser a nossa realidade diária: temos que descobrir o que está acontecendo e procurar soluções. E é sobre isso que falaremos neste artigo.

“A preguiça não é descanso, e por isso não traz satisfação”.
-Nicolae Iorga-

Por que hoje eu não vou me levantar

A falta de energia para se levantar todos os dias pode esconder distúrbios comportamentais graves. Como já dissemos, pode ser a insatisfação com algo em particular na sua vida, mas também é possível que seja até mesmo uma lesão cerebral.

A lesão cerebral pode levar a uma situação de apatia; a motivação para qualquer tipo de comportamento será mínima.

Um paciente que sofreu um trauma cerebral pode ficar completamente sem energia. A indiferença e a falta de espontaneidade são as suas principais características, e a pessoa se sente incapaz de realizar qualquer trabalho, mesmo os mais simples e rotineiros.

“Tenho a firme convicção de que o oposto do amor não é o ódio, mas a indiferença”.
-Leo Buscaglia-

A depressão oculta

No entanto, não são apenas os danos cerebrais que podem causar apatia. A depressão, uma doença terrível que geralmente surge do nada, pode estar por trás da incapacidade de se levantar e enfrentar mais um dia.

A depressão parece vir do nada, mas na verdade não é bem assim. Um paciente pode encontrá-la quase sem aviso, mas o psicólogo ou psiquiatra responsável pelo tratamento tentará encontrar as suas causas e utilizar as ferramentas necessárias para ajudá-lo.

É uma tristeza constante, uma falta de tempo livre de qualidade, as vicissitudes da vida … Há muitas razões, que mesmo que passem despercebidas, podem desencadear esta doença terrível que aflige o paciente e as pessoas ao seu redor.

A insatisfação com o trabalho

De acordo com a terapeuta Melody Wilding, um dos principais motivos pelos quais não queremos levantar pela manhã é um trabalho que nos oprime. Uma condição insatisfatória de trabalho pode nos levar à depressão, que demorará meses ou anos para ser curada, e isso após uma terapia complexa.

Na verdade, é algo lógico. Realmente é muito difícil acordar todas as manhãs para enfrentar um trabalho insignificante que não o satisfaz. E a cada dia que passa a insatisfação se torna maior. Então, chega o momento em que não conseguimos mais aguentar, porque não vemos nenhuma saída.

Como superar as adversidades

Existem terapias e atividades para superar essas situações difíceis, rotinas e hábitos que nos ajudarão a tornar tudo mais fácil e suportável, tanto no trabalho quanto a nível psicológico ou físico.

– O primeiro passo é ter consciência do problema. Caso contrário, é impossível trabalhar para eliminá-lo.
– É importante criar um programa de rotinas diárias que não podem ser ignoradas em qualquer circunstância.
– É necessário estabelecer um programa de atividades que promovam a motivação e a responsabilidade.
– As pessoas devem implementar estratégias que estimulem a iniciativa pessoal.
– Uma vez que os primeiros sinais de recuperação são observados, é importante reforçar o progresso de forma positiva.

E se eu não me levantar hoje? Se for só hoje, talvez não aconteça nada; se for algo rotineiro, pode ser um problema. O mais importante é identificar o problema e corrigi-lo o mais rapidamente possível. Como você pode observar, é possível: a sua felicidade depende de você. Você decide como enfrentar o seu dia a dia.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here