Simplesmente agradeça

Imagem de capa:  Yuganov Konstantin/Shutterstock

Na noite de natal, quando todas as luzes se apagarem e apenas a bruma cintilante das velas se fizer presente, deixe os pedidos de lado e simplesmente agradeça.

Não fale nada, permita que os pensamentos lhe conduzam pela estrada de bênçãos que você acumulou e esvazie seu coração de sentimentos que não têm razão de seguir adiante.

Mantenha os nós dos dedos atados àqueles que compartilham o tempo presente ao seu lado e faça um brinde à presença desses afetos em sua vida. Eles são parte daquilo que você se tornou, e isso é o bastante para sentir seu coração vibrar. Nem todo mundo tem a sorte de estar cercado de amor…

Seus planos, suas conquistas, os desafios vencidos e a sorte acumulada são frutos do seu esforço, mas também fazem parte da história daqueles que lhe querem bem. Seja grato. Deixe-se pegar pela mão e compartilhe suas vitórias com carinho e gentileza.

Agradeça sua saúde e o tempo que acalma todas as feridas. Nem toda dor é fácil de entender, mas é preciso acreditar que ela tem uma razão de existir. Entregue, com gratidão, seus revezes nas mãos de Deus. Ele sabe porque permitiu cada tombo que você levou, e esteve ao seu lado mesmo quando você não precisou.

Seja grato pelo seu trabalho. Mais que um ofício que lhe garante alguma renda no fim do mês, ele é fruto de uma das maiores escolhas que você fez. Tolere as dificuldades, drible os desafios, suporte com carinho o desgaste físico. Faça o seu melhor e pratique cada ação com amor. O retorno nem sempre é imediato, mas ele chega mais cedo ou mais tarde, só não perca a fé nem desista dos castelos que você construiu.

Agradeça por seus sonhos, pela capacidade de ousar e querer mais da vida e de você. Batalhe pela alegria e perdoe as miudezas que minam a auto estima e a vocação para a felicidade.

Seja grato em abundância, e se tiver algo a pedir, peça junto tolerância. Pois é preciso suportar as diferenças e o tempo de cada coisa. Ter paciência com o vazio, com as feridas abertas e com a falta de respostas.

Muita gente se despede de 2016 sofrendo (não nos esqueçamos de Aleppo e Yemen…) e em silêncio oremos por eles. Que haja um novo sol, uma nova manhã, uma nova esperança. Que haja acolhimento e restauração. Tolerância e perdão. E que, apesar de não entendermos a dor, possamos entregá-la nas mãos do Criador. E enfim sermos gratos por isso também… Feliz Natal!

Para adquirir o livro “A Soma de Todos os Afetos”, de Fabíola Simões, clique aqui: “Livro A Soma de todos os Afetos”

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Fabíola Simões
Nasceu no sul de Minas, onde cresceu e aprendeu a se conhecer através da escrita. Formada em Odontologia, atualmente vive em Campinas com o marido e o filho. Dentista, mãe e também blogueira, divide seu tempo entre trabalhar num Centro de Saúde, andar de skate com Bernardo, tomar vinho com Luiz, bater papo com sua mãe e, entre um café e outro, escrever no blog. Em 2015 publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos os Afetos" e se prepara para novos desafios. O que vem por aí? Descubra favoritando o blog e seguindo nas outras redes sociais.

3 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here