Se você estiver lendo… Saiba que eu te sinto, te escrevo e te amo.

Que a nossa maior briga, seja aquela durante a noite para dividir o cobertor.

Eu resolvi aceitar algumas palmadas da vida, sem lamentar a dor. Aprendi, de uma vez por todas, que ninguém vai ser, perfeitamente, como idealizamos. Portanto, não espere consideração, muito menos, que os outros façam o que você faria. Não espere que reconheçam o seu esforço, te parabenizem por uma conquista ou que te estendam a mão. Compreendi que devemos apenas viver, de corpo, alma e coração. Deixei o orgulho de lado e aceitei que é preciso dizer quando amamos muito alguém. É necessário entender que as pessoas são diferentes e que, de vez em quando, você vai se magoar com atitudes alheias. Não espere que os problemas sejam fáceis, porque eles nunca serão.

Gestos contam mais do que palavras. Não basta apenas falarmos, sentarmos no sofá e cruzarmos os braços. O tempo está passando, que não percamos momentos ou amores por falta de demonstrações. Uma frase pode mudar o seu dia, mas uma palavra fora de contexto pode te machucar, profundamente. Por vezes, eu falo sem pensar e isso me custa desentendimentos. Em contrapartida, em outras situações, eu acabo pensando demais e perco a hora certa dos fatos. O que eu realmente quero que saiba, é que não importam as trocas de estações durante o ano, o que aconteça daqui em diante ou tudo o que aprendemos com a maturidade. Não têm relevância quem somos, ou quem iremos nos tornar. O que possui grande valor, é tudo aquilo que carregamos dentro de nós. E você, meu amor, guarde isso na memória: não há depois, eu te quero agora e para todo o sempre.

Talvez demore um pouco até que eu me transforme na pessoa que desejo ser, mas preciso ter paciência. Eu também aprendi, nessa caminhada sozinha, que eu posso ir além dos limites que eu mesma estipulei. Portanto, tudo o que eu sonho cabe em você. Porque o amor é isso. Darei o meu melhor para te curar de todos os golpes, até que você fique bem. Eu achei que você nunca chegaria, você não imagina o quanto eu te esperei. Você é a minha certeza de felicidade, de que tudo nesse mundo vale a pena. Principalmente, o verdadeiro sentimento. Eu vou conquistar os seus sorrisos, mergulhar nas profundezas do seu olhar. Você, se multiplicando em filhos. Nós, compartilhando, somando e repartindo. Te esperar, ansiosamente, com o jantar na mesa. Levar a toalha no banho e te enxugar com carinho. Eu quero você e esse seu cheiro singular, as suas mãos e esse seu jeito sábio de encarar a vida. Até depois de todos os meus amanhãs, serei o seu lado esquerdo da cama. O seu batimento acelerado e o amanhecer iluminado.

Um dia eu ainda vou conseguir te escrever, ao menos, metade de tudo o que você já ouviu da minha boca. E então, o texto sairá em forma de carta, sem que haja consentimento da minha própria inspiração. Irei te inundar com os meus bilhetes e, após te pegar de surpresa, você vai se perguntar como pode caber tanta saudade, em um coração pequeno como o meu. E eu vou te mostrar que tudo o que eu sinto é sincero e, depois disso, você não sentirá nenhuma outra vontade que, não seja, passar todos os seus próximos dias, sob os meus cuidados.

Que o tempo tire tudo, menos você. Que o tempo leve embora todas as lembranças ruins, mas que deixe você. Que o tempo esqueça de fazer florescer, mas que lembre de deixar você. Que com o tempo, tenhamos novas percepções. Que o tempo mantenha a temperatura do café, mas que não esqueça que a minha companhia é você. Que o tempo esteja à favor de nós. Eu e você. Que o tempo, com o apoio do relógio, não leve você e sim, traga cada vez para mais perto do meu abraço. Dentro de um abraço é sempre quente, seguro e protegido. Dentro de um abraço não se ouve o o externo e, se faltar luz, o amor reacende a chama da paixão. Dentro de um abraço tudo se dissolve. Que o tempo, apesar de bruto e ignorante, cure e pare de ferir. Que o tempo, apesar de tudo, não passe rápido. Porque mesmo com tudo isso, é muito bom estar com você e uma vida é muito pouco diante de tudo o que eu planejo. Vem aqui, vem? Que eu te dou atenção, eu te toco mansinho, te conto um segredo e te encho de beijos.

Eu continuo acreditando em nós. Que tudo sem você é distração e tudo com você é sinônimo de alegria. Depois de tantas brigas, estou indo para a sua casa agora, vou deitar-me ao seu lado e fazer cafuné até você pegar no sono.

Dorme comigo hoje?

Estou meio tarada, meio carente.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Jéssica Pellegrini

Nunca confie em uma escritora confusa e romântica. As controversas entre um texto de amor e outro de desilusão, podem causar questionamentos pessoais. Consequentemente, sequelas mais graves.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here