Não se agarre a quem te ignora

Imagem de capa: patpitchaya, Shutterstock

Às vezes encontramo-nos tão cegos que não vemos como as outras pessoas podem chegar a nos manipular e a se aproveitar de nós em seu próprio benefício.

Dizem que, quanto mais uma pessoa ignora a outra, mais interessada a segunda ficará. Às vezes, funciona. Talvez porque nos agrade esse jogo de aperta e solta em que parece que um é o gato e o outro é o rato.

No entanto… O que acontece quando isso nos faz mal?

Tendemos a nos “agarrar” a quem não faz mais do que desaparecer. Não dá sinais de vida. Não mostra interesse. Quando aparece de novo, você sente alívio e o vínculo se torna mais forte.

Cuidado! Abra os olhos. Pode ser que você esteja diante de um manipulador emocional.

Deixe de enganar a si mesmo

Quando gostamos de alguém, nós enganamos a nós mesmos. De repente, começamos a ver certos sinais que interpretamos como queremos ou necessitamos.

Isso alimenta nossa crença de que a pessoa pela qual nos sentimos atraídos e de quem gostamos se preocupa conosco, quer formalizar a situação… Apesar de nos ignorar.

Não se precipite. Isso é o que você quer ver. No entanto, por que não tenta ver de outro ponto de vista?

– Só entra em contato com você quando quer e quando não é assim, não dá sinais de vida. Portanto, está usando você.
– Adiou um compromisso que tinha com você para ficar com seus amigos ou fazer outros planos que lhe agradavam mais, mostrando que não gosta tanto de você como você acreditava.
– Alguma vez afastou-se no meio de uma conversa, pois você não é sua prioridade, já que nem sequer se preocupa em lhe dar uma simples frase de despedida.

É possível que você justifique isso com frases como “é que precisa de seu próprio espaço”, “não quer se sentir sufocado”, “é muito independente”… Essas desculpas não fazem mais do que lesar sua dignidade.

Retire a venda de seus olhos: ele o ignora

É o momento de retirar essa venda que está impedindo você de ver a realidade tal como é. Mas, primeiro, verifique se você não é uma pessoa dependente.

Essa necessidade de estar a seu lado, de ser importante para alguém, faz com que você se submeta e aceite atitudes que jamais suportaria de um amigo.

Assim, é o momento de observar. Analise tudo. Dessa forma, você conseguirá tirar a venda que está tapando seus olhos.

Suas palavras e atos confundem você

Alguma vez você já tentou falar sobre seus sentimentos para essa pessoa? Isso que é tão profundo que está lhe comendo por dentro, ou simplesmente, queria expressar para essa pessoa o quanto gosta dela.

É uma situação que não é possível, já que a pessoa faz de tudo para encaminhar a conversa por outros caminhos.

No entanto, por outro lado, às vezes diz coisas ou atua de uma maneira que deixa você boquiaberto.

Um “gosto de você”, “você é único”… Isso confunde você e o mantém nesse jogo que envolve ainda mais.

Os mimos quando ele quer

Você também precisa de carinho e, no entanto, não o recebe quando o requer. Isso só acontece quando a outra pessoa assim o deseja.

Apesar disso, você deve estar alerta. Se quando você se aborrece a pessoa fica muito carinhosa, pode ser que esteja tentando manipular você para não perdê-lo.

Faz com que você sinta insegurança

As boas pessoas nos dão segurança. Quando acontece o contrário, pode ser que seja indispensável sair correndo.

Com certeza você acredita que está seguro. Quando você está com essa pessoa, se sente bem, feliz, contente, alegre… desde que você não tente manifestar seus sentimentos ou pensar em como fica confuso com muitas coisas que a pessoa lhe diz.

Não falar de forma clara, não se comunicar ou não saber o que a pessoa quer provocará em você uma grande insegurança.

Não gosta que você tome a iniciativa

Voltamos ao tema dos compromissos e de permanecer. Possivelmente você não tenha se dado conta de que, quando você lhe pede que fique, começam as desculpas.

O que acontece quando é ele que lhe pede para encontrá-lo? Como seguramente você já percebeu, a situação não é a mesma. Ele não gosta de que você tome a iniciativa.

Estar “na coleira” é muito excitante, até que começa a doer. Por isso, é preciso falar claro e não permitir que as outras pessoas brinquem conosco.

Às vezes, isso é nossa culpa. Você não quer ver que o outro te ignora, que não faz questão de você, que só está usando-o.

No entanto, agora a pergunta é… Você prefere ver a realidade ou dar as costas para ela?

Fonte indicada: Melhor com Saúde

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here