O mais valioso da vida não é o que temos, mas sim a quem temos

Chega um momento na vida em que as coisas materiais deixam de ter importância e o que nos damos conta de que o mais valioso são aquelas pessoas que nos acompanham.

O mais valioso de nossa vida não se mede pelas posses materiais, mas sim pelas emocionais.

Pode ser que esqueçamos disso, mas no final das contas, tudo termina sendo mais simples quando temos alguém ao nosso lado.

Ter um coração emocional cheio de amor e de amizade é o que realmente importa com o passar do tempo.

Querer e valorizar o que nos rodeiam é a base do crescimento

A herança emocional é composta daqueles relacionamentos satisfatórios, saudáveis e recíprocos com os quais semeamos o caminho de nossa vida.

Os amigos e a família têm diferente relevância nas mais diversas etapas vitais que enfrentamos quando evoluímos, nosso crescimento emocional.

Quando entendemos isso, sabemos que não há nada mais que buscarmos além das relações.

Conforme vamos envelhecendo, o dinheiro, o trabalho ou essa silhueta perfeita deixam de ter tanta relevância na nossa lista mental de coisas imprescindíveis, lista essa que todos elaboramos em algum momento.

A lista de prioridades, o mais variante de nossa biografia

Nossas atitudes determinam nossas prioridades. Essa é a razão pela qual quando olhamos para trás pensamos. Como nos mudamos!

Somos pessoas e, por definição, somos serem que mudamos, aprendemos e desaprendemos, em todos os aspectos.

As diferentes vivências fazem com que nos demos conta do quanto passageira é a vida, pois, pouco a pouco, vamos valorizando mais a experiência de termos nos conectado com os outros, de nos vincularmos afetivamente e de termos alguém com quem rir, chorar ou que nos faça falta.

Necessitamos da união social para no sentirmos completos e, por isso, acabamos nos dando conta de que há algo que o dinheiro nunca poderá comprar. Porque não somos ricos até termos “pessoas” dentro de nosso eu interior mais íntimo.

“Existem pessoas mágicas. Encontram-se escondidas por todos os cantos do planeta. Disfarçadas de normais. Camuflando sua especial forma de ser.

Procuram se comportar como as demais. Por isso, às vezes, é tão difícil encontrá-las. Mas, quando as descobrimos não tem como voltarmos atrás. Você não pode deixar de lembrá-las.

Não diga a ninguém, mas dizem que sua magia é tão forte que se você a tocar uma vez, o fará para sempre”. –Autor desconhecido–

Existem “pessoas mágicas” rodeando-nos por todas as partes

As “pessoas mágicas” são aquelas com as quais conhecemos a felicidade. Essas que nos ajudam a voar, a brilhar e a descarregar nossa mochila emocional cheia de pedras desnecessárias que acumulamos com o tempo.

Com elas compartilhamos o lar, cumplicidade, permanência. Vínculos saudáveis, claros em conteúdo que desenham belas formas de relacionamento com nós mesmos e com quem está ao nosso redor.

Seus olhares sinceros clareiam os problemas e nos ajudam a superar os obstáculos que vão aparecendo. São relacionamentos que nos ajudam a sermos mais conscientes, mais sensíveis e mais hábeis emocionalmente e socialmente.

Por que só através da conexão emocional que estabeleceremos, aprendemos a importância de sintonizar, de escutar, de dar lugar para o que o outro quer dizer, de estabelecer boas relações, de levar em consideração os outros, de construir intercâmbios fluidos e eficazes.

A chave está em nos abstrairmos de necessidades inconsequentes e termos tempos para estabelecermos contatos íntimos.

Estabelecer uniões envolve nossa vida. Anima-nos a sermos melhores e a esquecermos essas sombras que escurecem nosso dia a dia.

É maravilhoso termos por perto pessoas de sentimentos sinceros, com as quais podemos estabelecer amizades livres de egoísmo, hipocrisia e sentimentos ruins.

Todos acabamos com a sensação de que o que realmente importa é permanecer em um lugar que se converte em lar, graças às pessoas que nos rodeiam.

Sendo assim, se ama guarde, como um pano de ouro, àquelas pessoas significativas que rodeiam sua vida. Somente através de sua herança emocional você poderá viver bem todos os dias de sua existência.

Fonte indicada: Melhor com Saúde

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



DEIXE UMA RESPOSTA