Como esperar pelo seu grande amor

Mais cedo ou mais tarde, a gente sente vontade de ter alguém “para sempre”, aquela pessoa que será nosso porto seguro para compartilharmos alegrias e tristezas. Especialmente nós, mulheres, temos o dom de fantasiar (maldita Disney!). Sonhamos ansiosamente com um príncipe encantado, vindo direto da tela da TV. Alguém que, além de companheiro, seja capa de revista, bem sucedido, sedutor e um romântico nato, que escreve bilhetinhos todas as manhãs e compra flores nas datas especiais.

Mas a verdade, meninas, é que o mundo está cheio de príncipes não coroados. Homens de carne, osso e coração prontos para amar e dividirem suas vidas com mocinhas maduras que conseguem enxergá-los.

Então, não adianta se produzir toda para ir à balada, e ficar mal-humorada na fila do caixa. A pessoa que você tanto espera pode estar bem atrás de você. E, afinal, quem disse que só é permitido se apaixonar em uma sexta à noite? O que há de errado com os outros dias da semana?

Ainda bem que, como disse Paulo Mendes em um lindo texto, o amor acaba em qualquer lugar, para começar de novo a qualquer momento. Portanto, baixe a guarda de vez em quando, saia do plantão de caça aos estereótipos e dê uma chance às pessoas reais. A atração precisa de espaço para nascer. De todo modo, enquanto não chega a sua vez, mantenha-se disposta, aberta às situações que vêm de graça, como um descuido do destino.

Aquela velha frase que sempre ouvimos “quando você menos esperar acontece” é verdadeira. Para esperar por alguém o melhor a fazer é se distrair, cuidar-se, se tornar a pessoa especial que você gostaria de encontrar.

Aí, de repente, numa terça-feira despretensiosa, aquele cara aparece na sua frente. Com sorte, pode até estar tocando Something, dos Beatles, ao fundo. Foi assim comigo, e no dia 11 de junho fez um ano.

COMPARTILHAR
Sabrina Davanzo
Redatora publicitária. Ama Clarice Lispector, filmes e séries (em um relacionamento sério com Netflix), músicas tristes, cachoeira, mar, chocolate, bolo, macarrão, livros, animais e, em especial, o Nino (um vira-lata).



DEIXE UMA RESPOSTA