Pior do que a ausência é a insistência sem reciprocidade

Por Samantha Silvany – Via Sábias Palavras

Tem dias em que ainda acredito que não vai passar, mesmo contradizendo tudo que já vivi, a malícia do tempo e a veracidade da minha memória. Tem dias que já se tornaram anos, e eu ainda o cito como se tivéssemos nos falado ontem. Tem dias em que sinto vergonha por todos aqueles que pensei ter gostado antes dele. Nada se compara. A gente tem que se acostumar a perder alguém antes de se preocupar em mantê-lo, porque a decisão de partir não é nossa. A maioria das pessoas vai simplesmente passar pela gente. Só devemos nos importar com aqueles que decidem ficar por nós, independentemente do quanto seja difícil. Eu não sabia disso, agora eu sei.

Já me afastei de pessoas que eu amava, e sei que era amor porque a distância não diminuiu o sentimento. Mas eu tive que escolher a mim porque pior do que a ausência é a insistência sem reciprocidade. Enquanto eu continuava pensando em como estaríamos hoje, se ele sentia minha falta como eu sentia a dele, se ele se imaginava nos melhores e piores momentos comigo ao lado ou se ele se lamentava, ainda que baixinho dizendo a si mesmo, por ter me perdido…. Minha vida estava passando e a dele está seguindo em frente sem mim.

Nunca senti uma sensação tão incomoda em toda minha vida quanto a saudade. Sério. É um aperto no peito tão forte, uma vontade desesperada de sair correndo, fugir daquilo, fugir dele ou de mim mesma e das consequências que eu não quero suportar de minhas escolhas. Ninguém está esperando que você se recupere, que enterre o passado e sacuda a poeira de memórias já gastas. Ninguém vai te lembrar do tempo que você perde enquanto aguarda o melhor momento pra superar. Você tem que começar de algum lugar, tirar forças de dentro de si. E, sobretudo, entender que terminar não é um fardo, e sim, uma escolha.

Você poderia estar com ele, sim. Acontece que você merece muito mais do que ele tinha te oferecer. Guarda a saudade no bolso e estampa o sorriso no rosto. O amor não é como a maioria dos outros sentimentos. Tem o lado ruim, aquele que doí, e você nunca mais vai ser o mesmo. Eu não sabia disso, mas agora eu sei.

COMPARTILHAR
A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".



9 COMENTÁRIOS

  1. Comentário: Eu me identifiquei com o texto logo pelo título. Eu acabei terminando o meu relacionamento porque não sentia mais reciprocidade na pessoa. Faz 4 meses, mas ainda é tão forte o sentimento que tenho por ele. Ainda dói muito.

  2. Apesar de ver que ele estava distante, ainda tentei voltar, mas ele não quis. Sofro por iSso, pq ele me fez pensar que iria voltar pra mim quando ele disse que ia pensar e me daria uma resposta. Me ignorou apenas, não respondia minhas msgs. Fui até ele só pra receber um não na cara.

  3. O texto parece que foi feito pra mim… A pouco tempo atrás eu tinha um marido que dizia que me amava e por estar estudando fora sentia muitas saudades de mim e estava louco pra voltar pra casa. nós mantínhamos contato diário pelo face, whatsApp e skype e de repente, numa mensagem ele me diz q estava gostando de outra pessoa e q nao sabia como falar comigo… E as msgs de amor de alguns dias anteriores? O amor acabou assim tão de repente? E um casamento se acaba por uma msg????
    Estou arrasada até hj e parece q ainda não caiu a ficha, q acho q ele vai aparecer a qualquer momento dizendo q me ama e q estava morrendo de saudades de mim. sinceramente dá vontade de morrer, de desistir de tudo. O amor não vale o sofrimento de uma decepção e da dor de uma traição. Não desejo isso pra ninguém.

  4. Perfeito esse texto. Terminei a leitura c lágrimas nos olhos. Faz 1 mês q ele m deixou, e já está c outra, jurando amor p tda vida. To arrasada. Dói mto, mto mesmo.

  5. Que coisa interessante, os comentarios sao todos afinados! E como as vidas, e vivencias, de desconhecidos, sao parecidas!!! Todos ja tivemos o coracao partido, e por isso, decidimos partir. Partir para outra direcao!
    Meninas, ja deram o primeiro passo, nao se afobem, nem tentem retornar!
    Trabalhem o amor proprio, em primeiro lugar!
    Boa sorte!!!

  6. Dói muito descobrir que a gente tinha que ter se amado mais. Ninguém merece o abandono principalmente quando somos nós que fazemos isso consigo mesmo. Ficamos em estado de miséria, nem tanto pelo que o outro fez, mas sim, pelo que permitimos que ele nos fizesse. Perdoe-se, e caminhe. Vc merece ser feliz!

  7. Me encontro na encruzilhada da escolha de separar apesar de ainda amar mas não sentir a reciprocidade da pessoa. De criar a coragem de deixar ele por saber que mereço mais. E saber o quanto será dolorido e apavorante se me arrepender até juntar meus cacos.

DEIXE UMA RESPOSTA