Isso não é sobre você. Nem tudo é sobre você. Eu tenho uma vida, algumas paixões, sonhos, alegrias, realizações. Tenho também dias ruins, e não são por sua causa. Nem tudo é sobre você. Eu me tornei forte (ok, isso tem um dedo seu) mas, fora isso, eu tenho sido feliz. E isso não é sobre você.

Se eu conhecer alguém e essa pessoa for muito diferente de você, isso não será sobre você. Se eu encontrar alguém e essa pessoa for muito parecida com você, isso também não terá relação com você. Se eu endurecer um pouco e sumir das redes sociais, isso não é sobre você. Se eu ficar mais leve e resolver postar todos os dias, isso também não se refere a você.

Eu posso sorrir estando longe de você; ou chorar de tristeza, movida por uma emoção gigantesca por coisas que nada têm a ver com você. Eu posso dançar de olhos fechados, embalada por uma melodia que me faz ter vontade de parar o tempo e congelar minha juventude, e isso não é sobre você.

Eu posso correr na praia sentindo o vento no meu rosto, ou enfrentar uma chuva forte com a coragem que adquiri nos últimos anos, e isso estará longe de ter alguma relação com você. Eu posso cortar meu cabelo, fazer uma tattoo e trocar de carro; e isso nunca será sobre você.

Eu cresci, amadureci, cheguei onde jamais imaginei conseguir. E isso não é sobre você. Me aplaudo, tenho orgulho de minhas conquistas, do quão longe pude ir. E isso não se refere a você. Descobri dons escondidos, talentos camuflados, paixões veladas. E nada, absolutamente nada, é sobre você.

Aprendi a falar outra língua, me matriculei num curso de mergulho, fiz uma trilha arriscada na Chapada Diamantina. E nada disso teve a ver com você. Descobri que meu QI é altíssimo, tenho facilidade em prender o ar embaixo d’água e sou mais corajosa que a maioria das pessoas. E isso nunca foi sobre você.

Hoje me admiro mais do que antes, sou mais feliz do que imaginei ser, descobri que sou livre para tentar algo novo a qualquer momento. Posso mudar de país, fazer novas amizades, ler livros bobos ou muito complexos, e isso não é sobre você.

Se devo algo a você, foi a descoberta de que amores e relacionamentos são complementos, não o fundamento. Posso ser feliz a qualquer tempo, e descobri que meu mundinho é muito mais interessante do que eu supunha. Hoje seleciono muito bem quem pode ou não entrar no meu universo particular, porque decidi nunca mais ficar à deriva, sem rumo, sem me priorizar.

Descobri que posso me amar mais do que qualquer pessoa me amaria. E, parafraseando a cantora Miley Cyrus na música “Flowers”, a mais perfeita do momento:

“Eu posso comprar flores para mim mesma
Escrever meu nome na areia
Conversar comigo mesma por horas
Ver coisas que você não entende
Eu posso me levar para dançar
E eu posso segurar minha própria mão
Sim, eu posso me amar melhor do que você pode…”

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Fabíola Simões é dentista, mãe, influenciadora digital, youtuber e escritora – não necessariamente nessa ordem. Tem 4 livros publicados; um canal no Youtube onde dá dicas de filmes, séries e livros; e esse site, onde, juntamente com outros colunistas, publica textos semanalmente. Casada e mãe de um adolescente, trabalha há mais de 20 anos como Endodontista num Centro de Saúde em Campinas e, nas horas vagas, gosta de maratonar séries (Sex and the City, Gilmore Girls e The Office estão entre suas preferidas); beber vinho tinto; ler um bom livro e estar entre as pessoas que ama.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui