Cada pessoa possui seus próprios sonhos e objetivos. Por causa disso é normal que os arrependimentos individuais também variem dependendo de como cada um vivenciou sua jornada. Entretanto, a lista abaixo traz as 37 principais coisas que as pessoas costumam se arrepender de não ter feito durante seus anos mais jovens e saudáveis.

1. Não viajar quando teve oportunidade.

Viajar se torna infinitamente mais difícil à medida que você envelhece, especialmente se você tem família e precisa pagar a passagem para mais de três pessoas em vez de apenas para você.

2. Não aprender outro idioma.

Talvez você não goste nada de perceber que estudou três anos de um idioma no ensino médio, mas não se lembra de nada.

3. Permanecer em um relacionamento ruim.

Será que existe arrependimento pior?

4. Renunciar ao protetor solar.

Rugas, verrugas e câncer de pele podem ser amplamente evitados se você se proteger.

5. Perder a chance de ver seus músicos favoritos.

“Ah, cara, eu vou ver o Nirvana na próxima vez que eles vierem pela cidade.”

6. Ter medo de fazer as coisas.

Olhando para trás, você pensará: do que eu tinha tanto medo?

7. Deixar de priorizar o preparo físico .

Muitos de nós passamos o pico físico de nossas vidas no sofá. Quando chegar aos 40, 50, 60 e além, você sonhará com o que poderia ter feito.

8. Deixar-se definir pelos papéis de gênero.

Poucas coisas são tão tristes quanto uma pessoa idosa dizendo: “Bem, isso simplesmente não era feito naquela época”.

9. Não desistir de um trabalho terrível.

Olha, você tem que pagar as contas. Mas se você não fizer um plano para melhorar sua situação, pode acordar um dia depois de passar 40 anos no inferno sem nunca ter saído dele.

10. Não se esforçar mais nos estudos.

Não é apenas que suas notas desempenham um papel na determinação de onde você terminará na vida. Eventualmente, você perceberá como foi legal passar o dia inteiro aprendendo e gostaria de ter prestado mais atenção.

11. Não perceber o quão bonito você era.

Muitos de nós passamos a juventude infelizes com a nossa aparência, mas a realidade é que é quando somos mais bonitos.

12. Ter medo de dizer “ eu te amo. ”

Quando você for velho, não vai se importar se seu amor não foi retribuído – apenas que você deixou claro como se sentia.

13. Não ouvir os conselhos de seus pais .

Você não quer ouvir isso quando é jovem, mas a verdade irritante é que a maior parte do que seus pais dizem sobre a vida é verdade.

14. Passar a juventude pensando em si mesmo.

Você ficará envergonhado com isso, francamente.

15. Preocupar-se demais com o que os outros pensam.

Em 20 anos, você não dará a mínima para nenhuma dessas pessoas com as quais você se preocupou tanto.

16. Apoiar os sonhos dos outros em detrimento dos seus.

Apoiar os outros é uma coisa linda, mas não quando isso significa que você nunca consegue brilhar.

17. Não avançar rápido o suficiente .

Não postergue!

18. Guardar rancor, principalmente  daqueles que você ama.

Qual é o sentido de reviver a raiva repetidamente?

19. Não se defender.

Os velhos não aceitam desaforo de ninguém. Nem você deveria.

20. Não ser voluntário o suficiente.

OK, então você provavelmente não vai se arrepender de não ter se voluntariado no estilo Jogos Vorazes, mas chegar ao fim da vida sem ter ajudado a tornar o mundo um lugar melhor é uma grande fonte de tristeza para muitos.

21. Negligenciar os dentes.

Escovar. Fio dental. Fazer exames regulares.

22. Perder a chance de fazer perguntas aos seus avós antes de morrerem.

A maioria de nós percebe tarde demais como os avós são recursos incríveis. Eles podem explicar tudo o que você já se perguntou sobre de onde você veio, mas apenas se você perguntar a tempo.

23. Trabalhar demais.

Ninguém olha para trás em seu leito de morte e deseja ter passado mais tempo no escritório, mas gostaria de ter passado mais tempo com a família, amigos e fazendo seus hobbies.

24. Não aprender a cozinhar uma refeição incrível.

Conhecer uma refeição digna de babar tornará todos aqueles jantares e comemorações muito mais especiais.

25. Não parar o suficiente para apreciar o momento.

Os jovens estão constantemente em movimento, mas parar para absorver tudo de vez em quando é uma coisa boa.

26. Não terminar o que começou.

“Eu tinha grandes sonhos de ser enfermeira. Eu até me inscrevi nas aulas, mas aí…”

27. Nunca dominar um truque de festa incrível.

Você irá a centenas, senão milhares, de festas em sua vida. Pratique!

28. Deixar-se definir pelas expectativas culturais.

Não deixe que digam: “Não fazemos isso”.

29. Recusar-se a deixar as amizades seguirem seu curso.

As pessoas se distanciam. Apegar-se ao que foi, em vez de reconhecer que as coisas mudaram, pode ser uma fonte de agitação e tristeza contínuas.

30. Não brincar o suficiente com seus filhos.

Quando você for velho, perceberá que seu filho deixou de querer brincar com você para querer que você saísse do quarto em um piscar de olhos.

31. Nunca correr grandes riscos (especialmente no amor).

Saber que você deu um salto de fé pelo menos uma vez – mesmo que tenha caído de cara no chão – será um grande conforto quando você for velho.

32. Não perder tempo desenvolvendo contatos e networking.

Networking pode parecer um monte de merda quando você é jovem, mas mais tarde fica claro que é assim que tantos empregos são conquistados.

33. Preocupar-se demais.

Como Tom Petty cantou: “A maioria das coisas com as quais me preocupo nunca acontece de qualquer maneira”.

34. Ser pego em um drama desnecessário .

Quem precisa disso?

35. Não passar tempo suficiente com os entes queridos.

Nosso tempo com nossos entes queridos é finito. Faça valer a pena.

36. Nunca se apresentar na frente de outras pessoas.

Isso não é um arrependimento para todos, mas muitos idosos gostariam de saber – apenas uma vez – como era ficar na frente de uma multidão e mostrar seus talentos.

37. Não ser grato antes.

Pode ser difícil de ver no começo, mas eventualmente fica claro que cada momento nesta terra – do mundano ao incrível – é um presente que todos nós temos uma sorte incrível de compartilhar.

E, você, tem mais sugestões?

Escreva nos comentários.

Photo by gaspar zaldo on Unsplash

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui