[Imagem de capa: foto por Dan Meyers em unsplash.com]

O vício é um problema sério que pode ter um efeito devastador em todos os aspetos de sua vida. Se você está lutando contra um vício, é importante obter ajuda e começar a trabalhar para a recuperação. Aqui estão cinco maneiras de combater comportamentos viciantes.

1. Identifique seus «gatilhos»

Um dos primeiros passos para superar o vício é identificar seus «gatilhos». Os gatilhos podem ser qualquer coisa, desde estresse e tédio até pessoas ou lugares específicos.
Por exemplo, os operadores de cassinos online são bastante eficazes em aproveitar o poder dos gatilhos. Eles costumam usar a mídia para promover ofertas generosas de bônus que dificultam a luta dos jogadores contra o desejo de jogar.
O que desencadeia seu desejo de usar drogas ou beber álcool? É tédio? Estresse? Depressão? Depois de conhecer seus gatilhos, você pode começar a evitá-los ou lidar com eles de maneira saudável.

2. Construa uma rede de apoio

A recuperação do vício costuma ser um processo longo e difícil, por isso é importante ter uma forte rede de apoio por trás de você. Converse com seus amigos e familiares sobre seu vício e o que você está fazendo para superá-lo. Eles podem fornecer o apoio emocional necessário.

Família e amigos são muito importantes para superar os vícios porque fornecem amor e apoio. Sem eles, seria muito mais difícil se recuperar do vício.

O vício é uma doença que afeta não só o viciado, mas também seus familiares e amigos. É importante ter um sistema de suporte para ajudá-lo nos tempos difíceis. A família e os amigos podem dar amor e compreensão, e também podem oferecer ajuda prática, como levá-lo a reuniões ou emprestar-lhe dinheiro.

Claro, nem todos os familiares e amigos serão solidários. Alguns podem habilitar seu vício dando-lhe dinheiro ou cobrindo-o quando faltar ao trabalho ou à escola. Outros podem ser julgadores ou críticos. É importante cercar-se de pessoas que o edifiquem, não o destruam.

3. Procure ajuda profissional

Se você não tem uma rede de apoio de familiares e amigos, existem outras fontes de apoio disponíveis. Muitos grupos de recuperação de vícios, como Alcoólicos Anônimos ou Narcóticos Anônimos, dão as boas-vindas a todos, independentemente da origem ou do sistema de crenças. Esses grupos podem fornecer o amor e o apoio de que você precisa para superar o vício.

O vício é um problema complexo, por isso muitas vezes é melhor procurar ajuda profissional. Os terapeutas podem ajudá-lo a entender a causa raiz do seu vício e desenvolver um plano de tratamento para superá-lo.

4. Reduza os tempos mortos

Uma das principais maneiras pelas quais o vício afeta as pessoas próximas ao viciado é através dos chamados “tempos mortos” – eles são particularmente perigosos para indivíduos viciados em álcool e drogas.

Tempos mortos são períodos em que o viciado não está consumindo drogas ou álcool, mas está envolvido em atividades que não servem para nenhum outro propósito além de passar o tempo até que possam usar novamente. Essas atividades podem variar entre assistir televisão a dormir por longos períodos de tempo.

Os tempos mortos não apenas causam problemas para os entes queridos do viciado, mas também podem ter um impacto negativo na própria vida do viciado. Estudos têm mostrado que viciados que passam muito tempo em tempos mortos são mais propensos a recair no uso de drogas do que aqueles que não o fazem. Isso ocorre porque durante os tempos mortos, o corpo e a mente do viciado não estão sendo estimulados de forma alguma. Como resultado, eles ficam entediados e inquietos, o que pode levar ao desejo por drogas ou álcool.

Se você está perto de alguém com um vício, é importante entender o fato de que os tempos mortos são uma parte normal do processo de dependência. No entanto, há coisas que você pode fazer para ajudar nesses períodos. Por exemplo, você pode incentivá-los a participar de atividades construtivas, como ler, fazer caminhadas ou até mesmo participar de reuniões de grupos de apoio.

Se você sentir que está lutando para lidar com o vício de seu amigo ou familiar é importante procurar ajuda de um profissional. Existem muitos recursos disponíveis para aqueles que são afetados pelo vício, e obter a ajuda de que você precisa pode fazer muita diferença.

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui