Yvonne Lara da Costa nasceu em 13 de abril de 1922, no Rio de Janeiro e cresceu rodeada pela música. Seu pai, João da Silva Lara, era violonista de sete cordas e desfilava no Bloco dos Africanos, sua mãe, Emerentina Bento da Silva, cantava em ranchos tradicionais do Rio de Janeiro.

Apesar de ser conhecida por sua grande presença no mundo da música, Ivone também foi uma das primeiras mulheres negras a estudar num curso superior, tendo entrado aos 17 anos para a faculdade de Enfermagem da UNIRIO. Ivone, ao lado da médica Nise da Silveira, desempenhou um papel fundamental na reforma psiquiátrica no Brasil a partir da década de 1970.

Foto: ROGÉRIO REIS / TYBA

Com a fundação da escola de samba Império Serrano, em 1947, passou a desfilar na ala das baianas. Também compôs o samba “Não Me Perguntes”, e a consagração veio em 1965, com “Os Cinco Bailes da História do Rio”, quando se tornou a primeira mulher a fazer parte da ala de compositores da escola de samba.

Só em 1977, dois anos após a morte de seu marido, foi quando Ivone se aposentou de sua carreira como profissional da Saúde para se dedicar integralmente à música. Entre os intérpretes que gravaram suas composições estão Gilberto Gil, Paulinho da Viola, Caetano Veloso, Maria Bethânia, entre muitos outros.

Ivone Lara foi uma das mulheres responsáveis por revolucionar a história do samba e não é à toa que, em 2015, entrou para a lista das “Dez Grandes Mulheres que Marcaram a História do Rio”.

Neste sábado, Dia da Consciência Negra, Dona Ivone ganha uma linda e merecida homenagem: uma estátua de bronze no campus Maracanã da Universidade Estácio de Sá.

Foto: Reprodução/TV Globo

Além disso, uma roda de samba será feita no local, em um evento aberto a partir das 14h. O ato celebra, além do movimento negro, a luta pelos direitos das mulheres e o samba.

Já confirmaram presença André Lara, neto da sambista; e Alex Ribeiro, filho do também sambista Roberto Ribeiro, entre outros convidados.

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui