A atriz Bruna Marquezine causou muita identificação em seu público após abrir o jogo sobre seu relacionamento com o empresário Enzo Celulari, filho dos artistas Claudia Raia e Edson Celulari.

Em entrevista para a revista Elle Brasil, publicada nesta sexta-feira (21), Bruna revelou como foi a decisão de contar aos fãs sobre a relação nas redes sociais: “Não faço mais posts de parabéns. Tenho preguiça, porque vem muita cobrança. Cheguei a perguntar pra ele: ‘Você está esperando um post meu?’ E ele disse: ‘Claro que não, pelo amor de Deus!’. Eu tinha bebido umas caipirinhas de seriguela ao longo do dia. Aí fui tomar um banho para a gente jantar e pensei: ‘Vou tentar escrever uma coisinha’. Se saísse algo legal, que seria como um carinho, aí eu botaria.”

Foto: Reprodução

Ela continuou contando sobre o dia: “Estávamos nós dois, a família dele e a minha, todo mundo junto. A gente estava muito feliz, algo muito real! Tinha brincando com ele, dizendo: ‘Você tinha que fazer aniversário no mesmo dia que meu pai, né? Óbvio!’ Aí escrevi isso e continuei. Quando acabei, mandei pra duas amigas e perguntei: ‘Eu sei que o amor é cafona, mas o quão cafona vocês acham que é esse texto?’ E elas responderam: ‘Se a gente lesse, ia pensar que você está muito apaixonada e que é uma declaração linda’. Aí publiquei. Foi assim, sem estratégia nenhuma, sem essa coisa de “assumir namoro” que saiu depois. A gente assume crimes e erros. Amor não se assume”, refletiu.

Bruna contou também como os dois se aproximaram durante a quarentena, que para ela era um momento super delicado: “Eu estava há uns quatro anos sem ter um namoro e fiquei muito bem sozinha, coisa que nunca tinha conseguido fazer.”

A artista revelou que antes mesmo de namorar com Enzo, já admirava o trabalho dele. Bruna continua dizendo que eles começaram a se falar quando ela decidiu ajuda-lo durante a pandemia.

Foto: Instagram

Por fim, a artista deu detalhes sobre a leveza da relação:

“Desde o início, foi muito leve, me fez muito bem. É um lugar onde me sinto muito segura e isso é tão bom… Foram muitas sessões de terapia para me acostumar com a paz de ter um relacionamento tranquilo. Às vezes, eu confundia isso com quase um tédio. Ficava em um estado de alerta. E aí? O que está por vir? Não tem alguma coisa errada? Não está faltando um sentimento? Ainda mais sendo atriz e atuando desde pequenininha, acho que apreciava as reviravoltas, a intensidade – essas cenas são sempre as melhores, né? E agora ter esse novo registro de amor, que desconstrói a ideia de que tem que ser pelo conflito, é uma delícia. É muito potente viver dentro de um relacionamento de respeito, de admiração, de tranquilidade”, completou.

Com infomações de Elle Brasil

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO



Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui