Um vídeo divulgado mostra como paramédicos poderão fazer resgates bem mais rápidos no futuro: voando. A ideia é diminuir ao máximo o tempo de resgaste de vítimas em qualquer situação.

A empresa do Reino Unido que criou uma mochila a jato, tem a intenção clara de conseguir fazer socorro de pessoas em locais de difícil acesso.

Uma parte do equipamento fica presa nas costas do paramédico. Ela alimenta os propulsores, presos no braço de quem realizará o voo.

O vídeo com a mochila a jatado em pleno funcionando foi postado no Youtube na última terça, 29, pela Gravity Industries, a fabricante e empresa responsável pelo projeto.

O vídeo mostra uma simulação de um chamado de emergência nas montanhas da região de Lake District, localizada na região noroeste da Inglaterra.

O fundador da empresa e responsável pelo projeto, Richard Browning foi voluntário e voou sobre a água para mostrar as possibilidades que o equipamento pode oferecer em caso de uma situação real de emergência.

Ele chegou em apenas 90 segundos ao local onde estava uma vítima hipotética: no caso, uma criança com a perna quebrada.

Contudo, os jatos propulsores da mochila não permitem o voo de alguém além do piloto.

A ideia é que a primeira prestação de socorro seja feita pelo paramédico usando o equipamento, até que seja possível acionar ou aguardar a chegada de outro transporte que leve a vítima até o hospital mais próximo.
Assista o impressionante vídeo:

Com informações Gravity Industries
Foto: reprodução / Gravity

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



LIVRO NOVO




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here