Uma americana de 21 anos chamada Lexie Alford se tornou a pessoa mais jovem da história a visitar todos os países do mundo.

Lexie chegou à Coreia do Norte em 31 de maio, quebrando o recorde mundial.

Desde a infância, Lexie começou a viajar pelo mundo porque sua família é dona de uma agência de viagens na Califórnia, EUA.

Viajar para cada um dos 196 países soberanos do mundo é uma conquista incrível que começou a funcionar desde que ela era criança.

Lexie não planejava quebrar um recorde, ela simplesmente viajava de um lugar para outro com sua família, da Ilha de Madagascar até as pradarias da Mongólia, de Ushuaia, na ponta da Argentina, até a mística cidade de Petra.

Até que em 2016, quando lhe foi proposto viajar para cada uma das 196 nações do mundo e assim quebrar o recorde mundial do Guinness que James Asquith detinha até agora, que conquistou o título em 2013 com 24 anos.

No momento em que ela completou 18 anos, Lexie tinha terminado a escola e percebeu que ela tinha viajado para 72 países, então ela decidiu fazer um ano sabático para começar a visitar mais lugares. Graças ao fato de ter economias salvas durante anos, ela começou sua jornada.

Com as economias que ela tinha, ela pôde pagar seus primeiros 18 meses de viagem. A partir desse momento, ela começou a trabalhar como consultora de viagens na agência de sua família. Ela também começou a documentar todas as suas viagens e contar suas experiências em seu blog.

Lexie diz que o mais impressionante em suas viagens era ir a países inesperados e geralmente perigosos. De acordo com suas experiências, o mais difícil era visitar os países da África Ocidental e Central, devido aos complexos requisitos para entrar, a baixa infraestrutura para o turismo, as barreiras linguísticas e o alto custo de viajar com segurança durante esses países.

Foi nesses países que ela passou a menor quantidade de tempo de todas as suas viagens, de dois a três dias por país; por exemplo, no Chade, no Mali, na Somália, na República Centro-Africana e no Sudão do Sul.

Mas o país mais complicado de se visitar foi a Coréia do Norte. É bem sabido que esta nação não tem suas fronteiras abertas a ninguém, por isso é tão complicado entrar no país. Após anos tentando evitar a proibição de viajar para a Coréia do Norte a partir dos Estados Unidos, ela finalmente teve a oportunidade de ir a este país graças a uma lacuna legal que lhe permitiu entrar oficialmente no país. De acordo com as diretrizes do Guinness World Record, visitar a parte norte-coreana das salas de conferência na lendária “casa azul” na Área de Segurança Conjunta na DMZ se qualifica como uma visita à Coreia do Norte, tornando este país o último em sua lista.

A jovem americana apresentará quase 10 mil peças de prova individual ao recorde mundial do Guinness para demonstrar a visita aos países.

Matéria extraída do site Nation

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here