A realização de um tratamento de quimioterapia não é simples, embora ajude a combater – e em casos de sucesso, erradicar – o câncer gera uma série de efeitos colaterais. E eles não são fáceis de suportar efeitos colaterais: eles sofrem alterações no paladar, náusea, perda de apetite, até mesmo o cheiro de comida pode causar desconforto.

E, acima de tudo, muitas vezes sofrem de mucosite, feridas na garganta e aftas – lesões na boca que dificultam a ingestão de alimentos pelos pacientes.

Para ajudar a reduzir esses efeitos colaterais, um grupo de pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina, no Brasil, desenvolveu um sorvete muito especial.

O sorvete atua como um suplemento alimentar na dieta de pacientes com câncer, para provar a sua eficácia, os pesquisadores testaram-los em pacientes do Hospital Universitário por mais de um ano.

Os três sabores, chocolate, morango e limão, mostraram-se bastante eficazes na redução dos efeitos colaterais da quimioterapia.

nsc

“Foi uma surpresa maravilhosa, o sorvete é delicioso e minimiza os efeitos da quimioterapia. A medicação é muito forte, então eu acho que os efeitos colaterais são inevitáveis, então eu tenho mucosite, que é uma ferida na garganta, o que dificulta alimentar, às vezes até, uma série de coisas que dão na boca o que torna difícil para mim comer comidas quentes ou alimentos muito grossos”. -Carol Gilda Martins, assistente financeira e paciente da unidade hospitalar de câncer linfático.

Raquel Kuerten, uma das responsáveis ​​pela investigação, explicou que desde que o produto é um “sorvete” é obviamente sorvete, o que ajuda a anestesiar a cavidade bucal e reduzir os sintomas da mucosite.

O sorvete, que foi desenvolvido em uma fábrica de Florianópolis, levou seis meses para alcançar a fórmula perfeita procurada pelos nutricionistas da Universidade Federal de Santa Catarina.

“Nós já fizemos um sorvete muito próximo do que eles gostariam que fizéssemos. O desafio era introduzir uma gordura de maior valor nutricional que fosse desodorizada com azeite e uma grande quantidade de proteína. E para um sorvete que é muito difícil “. -Marcelo Bracuhy, diretor de desenvolvimento de produtos.

O sorvete não tem nem lactose nem glúten e os pacientes que tentaram este ano, declararam notar grandes diferenças nos sintomas e que a recuperação é muito melhor com o sorvete.

Tradução da matéria publicada no site UPSOCL

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here