Há tempos o amor anda sendo banalizado, mas não com esse casal. Nas últimas semanas, uma linda história viralizou na internet. A paraense Carla Rovene compartilhou uma declaração das mais lindas para o marido que, todos os dias, vai buscá-la de bicicleta no trabalho.

“Me chamaram de otária por não ter casado com um homem rico, realmente ele não tem carro ou moto. Tivemos apenas condições de comprar uma bicicleta, eu trabalho até de madrugada no final tô morta de cansada, mas eu sei que lá fora tem alguém me esperando para me levar pra casa. Alguém que atravessa fronteiras de Ananindeua até no centro de Belém porque não tem condução pra mim poder voltar pra casa!”, escreveu Carla.

Essa é mais uma prova de que o amor não pode ser comprado. É mais uma prova de que amor parar funcionar precisa de parceria, cumplicidade e um desejo genuíno de querer fazer feliz o outro.

Carla ainda escreveu: “venho sim de bicicleta sem ter vergonha, e sim tenho orgulho de ter alguém que faz tudo por mim, alguém que se preocupa comigo. Obrigada por me fazer ser rica de tudo aquilo que o dinheiro não pode comprar”, finalizou.

É lindo demais isso, né?

Me chamaram de otaria por não ter casado com um homem rico, realmente ele não tem carro ou moto. Tivemos apenas…

Posted by Carla Rovene on Saturday, December 22, 2018

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

1 COMENTÁRIO

  1. Respeito pelos animais.
    Fico indignada quando vejo pessoas que dizem amar animais mas os mutilam. No Brasil foi proíbido cortar os rabos dos pobrezinhos mas a prática continua solta.
    Estou morando temporariamente na França, e estou abismada com a quantidade de cães mutilados.
    Cães sem o rabo perdem o equilíbrio e, possivelmente podem ter “dor fantasma” que é uma dor que pode ser desenvolvida em membros amputados. Queria muito que as pessoas tomassem consciência e deixassem de compactuar com essa crueldade. Não consigo ver estética na mutilação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here