Às vezes, nos envolvemos de tal forma com alguém que não conseguimos imaginar nossa vida sem aquela pessoa. Nem nos nossos piores pesadelos ela irá embora ou fará algo que nos machucará, mesmo que sem querer. Acontece que não temos controle sobre quem os outros são e o que fazem. Já vi várias histórias de relacionamentos que, apesar de serem baseados em respeito e companheirismo por muitos anos, de repente mudam completamente.

Algo desencadeia o fim e, magicamente, todo o afeto, carinho e cuidado, some. O que acontece de fato? Como pode a pessoa que era parte de um sonho de repente se transformar em um pesadelo? Confesso que fico revirando essas histórias em minha cabeça e não consigo entender.

Terminar um relacionamento é um direito de todos, mas desrespeitar e tornar esse processo traumático para o outro vai praticamente contra tudo o que é a base de um relacionamento. O momento do término é, com certeza, doloroso e muito particular. Cada um lida de uma forma, mas é universal que todos deveriam sempre ter o olhar atento ao outro nessas horas.

Não basta simplesmente terminar e ir embora. É preciso medir as palavras, as ações e ter a certeza de que você está fazendo tudo da forma mais sincera e cuidadosa possível. Isso porque todas as marcas permanecerão lá. O relacionamento pode durar 1, 2 ou 5 anos, muitos momentos bons podem ser compartilhados, mas eu garanto que como você dá adeus àquela pessoa que um dia foi tão importante na sua vida retrata realmente o quanto você a valoriza.

Já pensei muito e não sei o que faz alguns indivíduos simplesmente tratarem o término com tanto descaso e desrespeito. Infelizmente não podemos controlar as ações e palavras dos outros, mas com certeza podemos fazer tudo o que estiver ao nosso alcance para seguir adiante com o coração leve e a mente tranquila.

É assustador o fato de que algumas pessoas passarão de sonho para pesadelo num passe mágica. É assustador, mas também nos faz relembrar todos os dias que um relacionamento não pode, de maneira alguma, eliminar todas as outras esferas da sua vida. As pessoas chegam e vão, é preciso estar pronto para lidar com as despedidas e com a triste realidade de que nem sempre conhecemos totalmente aquele(a) com quem decidimos nos relacionar.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Bruna Cosenza
Bruna Cosenza é paulista e publicitária. Acredita que as palavras têm poder próprio e são capazes de transformar, inspirar e libertar. É autora do romance "Lola & Benjamin" e criadora do blog Para Preencher, no qual escreve sobre comportamento e relacionamentos do mundo contemporâneo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here