Menina mulher, não me diga quem você é, esse teu sorriso te decifra.

Que sorriso é esse que você carrega menina? Olhar de quem sabe o quê quer, força de quem é sábia mulher, coragem de quem escreve seu próprio destino, de quem é dona do próprio sorriso. Beleza de quem é feliz, de quem é senhora do próprio nariz, de quem já teve que cair, pra permanecer de pé. De quem não deixou de ser menina, mas que sabe que é muito, muito mais do que mulher.

Menina de muita fé, de palavras cheias de amor, tem a alma feito brisa, tem no corpo ardente calor. Aprendeu sobre o perdão, perdoou, foi perdoada e já não se entrega à qualquer dor. Menina que espalha carinho, que deixa doce cheiro pelo caminho e que exala gratidão. Dos dias ruins ganhou sabedoria, transformou tristezas em alegrias e com tudo aprendeu lidar. E agora seja como for, seja na vida ou no amor, sabe onde deve ir, sabe onde nunca vai voltar.

Tem aquele riso lindo de quem deu a volta por cima, com carisma, gargalhadas, tem a aura perfumada, personalidade emponderada e sua expressão é sempre linda. Sabe que é mulherão, de salto alto ou pé no chão, de vestido chique ou bermudão e dela aquele jeito de quem não mais espera, corre atrás, se vira, pega e faz, já não se cala mais, sabe que a vez é dela.

Ela não tem mais tantas perguntas, encontrou todas as respostas que queria e, assim, conseguiu se encontrar. Menina que em seu passado, muitas vezes teve que parar e hoje compreendeu que pra ganhar, teve um dia que perder, que pra poder sorrir, também precisou sofrer e hoje colhe o que plantou e pelas decisões que tomou, tem a vida que sonhou ter.

Menina do bem e bem resolvida. De muitas outras é melhor amiga, sabe ouvir e abraçar. Plantou sua própria árvore, regou sua própria vida e não precisa mais viver na sombra de ninguém, é ela mesma seu próprio lar. Agradecida, diz amém, sabe que é vencedora, é realista e sonhadora. E se um dia pegou um caminho errado, conseguiu ir além do medo e derrubou seu próprio muro, desvendou o seus segredos e encontrou suas belezas daquele outro lado.

Agora ela toca a chuva, lhe aceita desembaraçar os cabelos e deixa o mar lhe encantar. Agora a vida é só tua, poderosa à luz do sol, magnífica à luz do luar. Fica tão bela em tudo, aprendeu a conquistar o mundo, sempre sabe o que fazer. Ela que nunca desistiu, pois se chorou, também sorriu e sem pressa, me confessa, conquistou tudo o que quis ter.

Moça de todas as flores, todos os brilhos, todas as cores, é ela a mulher maravilhosa, admirável, esplendorosa que todas esperam ser. Tem coragem pra se doar, em um mundo em que muitos somente falam em receber. A vez agora é dela. É hora dela brilhar, é a hora dela vencer. E esse sorriso doce menina, me diz tudo, te decifra, mostra o mulherão que é você!

Imagem de capa: spass, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Cleonio Dourado

Escrever é uma fuga que sempre uso. Não tenho temas. Não tenho destinos. Alguns devaneios e desatinos, quem sabe. Solto as palavras ao vento. Viajo ao vê-las viajando pelo ar. Recolho as que voltam nos relentos das manhãs e me lavo em seus afagos. Me aguo, me renasço. Palavras me acariciam a alma, me despertam sentimentos, paz, calma. Leio, releio, rascunho e escrevo. Faço dos textos da minha lida, as estrelinhas da minha vida.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here