Relações significativas: amizades feitas de risadas e dores compartilhadas

As relações significativas são medidas pela profundidade das marcas, pela sensibilidade compartilhada, pela companhia nos momentos bons e ruins. São relações magníficas que não são medidas em anos, mas em qualidade de experiências.

São relações que transformam 5 minutos em algo memorável, intenso e agradável, que não precisam de um dia inteiro para decifrar um olhar e que entendem as ausências da maneira correta, sem duplos sentidos nem más intenções.

As relações significativas são essas que permanecem, que não vão embora, que não julgam previamente, que não sucumbem às tiranias sociais, que não buscam desculpas nem causam tristezas. São essas que dizem as coisas claramente, as que maquiam suas palavras na medida certa.

Não há nada tão maravilhoso quanto o carinho das relações significativas

Você vai concordar comigo. Não há nada tão maravilhoso quanto o carinho transmitido pelos olhares que conhecem você. Esses olhares que transportam você ao seu lar, a uma noite de chuva embaixo do cobertor ou a uma conversa no calor da intimidade.

Não podemos enfrentar a vida nem consertar o mundo com qualquer pessoa. Nós fazemos isso com as amizades feitas de momentos e risadas compartilhadas. Essas são as relações que tem gosto de café fresco, construídas com horas que desaparecem num passe de mágica dos ponteiros do nosso relógio.

São essas pessoas que nos fizeram criar raízes, que nos fazem ver o que semeamos. Porque as melhores emoções que o ser humano experimenta se traduzem em permanecer, em ficar em determinado lugar por uma razão.

O carinho sincero nunca acaba, não é negociável nem condicional

No transformar da vida, a grande maioria das pessoas adultas aprendeu que há amizades que acabam, carinhos egoístas que não permitem crescer, relações líquidas sem fundamento vital que se baseiam em interesses obsoletos e perecíveis.

Quem já passou por algo assim sabe que as verdadeiras amizades podem ser contadas nos dedos de uma mão. Compreendemos com os descasos que o cômodo para um interesse obsoleto é evitar abraçar a companhia com a intensidade necessária.

Por tudo isso, esse carinho indescritível é muito mais do que a soma das partes. É a confluência dos aprendizados, das palavras proferidas e da sinceridade mostrada que constroem uma pessoa. É tudo isso que faz uma pessoa melhorar.

Porque se tivéssemos que extrair um indicador pessoal de uma relação significativa, a melhor amostra seria essa: uma pessoa mais feliz e com menos medos. Uma pessoa que pisa tão forte que deixa marcas.

Não precisamos de ninguém que se comporte como se não precisasse de nós ou como se não precisássemos dela. Sentir que podemos nos apoiar no outro ou que podemos ajudar a pessoa de quem gostamos é uma das melhores sensações que existem. Esse fato, além disso, se mostra um pilar fundamental para tecer uma união inquebrável.

Relações passageiras são todas aquelas que estabelecemos de maneira casual na nossa vida e que, no fim, não permanecem. No entanto, ter alguém que conhece os nossos fantasmas, os nossos medos e os nossos demônios é o que nos prende à vida.

Porque saber que alguém não hesita na hora de ficar ao nosso lado, apesar de tudo, é saber que somos amados mesmo que não tenhamos agido sempre da melhor maneira. Isso nos prende, nos ajuda a entender que os erros são parte da nossa condição e que não vale a pena ficarmos encalhados neles.

Por isso, as relações significativas são aquelas que nos sustentam, aquelas que nos fazem compreender que a vida não é tão obscura quanto os fantasmas querem nos fazer acreditar. Aquelas que nos permitem colecionar motivos para nos tornarmos pessoas melhores e saber que as angústias podem ser divididas pela metade quando compartilhamos a vida com essas pessoas.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

Imagem de capa: Kamil Macniak, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos

Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: “A Soma de todos Afetos”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here