Estar do lado de alguém no dia a dia exige admiração por ela

A admiração que está dentro da gente é um combustível. Faz a gente se movimentar. Sentir admiração cria interesse. É um círculo que não tem fim. Quanto mais você conhece, mais quer conhecer. Ou não. Ir atrás. Deixar de lado. Porém, dá sentido a vida. Se algo desperta interesse, logo queremos conhecer mais daquilo e, quem sabe, descobrir o porquê de mexer tanto com os nossos sentidos. Com os nossos sentimentos; eu imagino que dos sentimentos mais importantes que possuímos, a admiração, ocupa um espaço demasiadamente importante no nosso coração. Não importa se é o mistério, o evidente, o lúdico, o estranhamento que nos causa, admiração é uma fagulha que queima e dá energia para a gente. Aquece o coração.

Estar do lado de alguém no dia a dia exige admiração por ela. A gente precisa admirar a pessoa que está do nosso lado por uma ou mais características que, só ela, para a gente, faz sentido. Não é a beleza do externo que faz a gente – pelo menos a longo prazo – desejar acordar todos os dias do lado de alguém. É a beleza dos seus sonhos e objetivos de vida. Do brilho que ela tem nos olhos quando chega para a gente com entusiasmo para dividir os projetos, nos incluir neles.

Querer ser alguém melhor faz a gente mais lutar do que reclamar. A vida não é moleza, e todo mundo sabe disso, mas tem gente que parece indiferente as dificuldades que a vida traz, não são ingênuas a ponto de achar facilidade nela, mas são sonhadoras e determinadas. Fazem acontecer. Vão a luta. Tem coisa mais gostosa que conviver com alguém que desperta na gente essa admiração? Admiração dá tesão. E se apenas um lado tem essa energia para querer desbravar o mundo, crescer e se tornar uma pessoa cada vez melhor, o outro fica para trás. Relacionar-se é querer alguém para admirar tanto quanto admiramos o que somos, o que desejamos, o quanto sonhamos.

Imagem de capa: s4svisuals, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Luverlandio Silva

Nasceu no Piauí e cresceu em São Paulo, mora atualmente em Santo André – SP. Apaixonado pela área de exatas, mas tem o coração nas artes e escrita; trabalha e defende o meio ambiente e, as causas naturais: sentimentos; afetos; amor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here