Existem marcas que nem o tempo é capaz de apagar

Você sabe muito mais do que eu sobre toda essa coisa de amar. Você entende bem esses sentimentos tão confusos que se passam em minha cabeça e sabe como externar isso sem parecer cafona ou brega, e isso é uma das coisas que mais gostava em você. Você sabe dar voz aos meus gestos, meus sinais, as minhas loucuras naturais. Hoje mais que nunca sinto sua falta quando olho para o banco do carona e você não está ou então quando ligo a tv e está passando algum programa que você gosta. E por mais que não deveria te mantive vivo aqui dentro de mim. Sim, você está em todos os cantos. Já tentei expulsá-lo daqui por diversas vezes e nada parece me deixar seguir adiante. Tudo pra gente sempre foi tão rápido, tão dinâmico e até mesmo inconsequente e inconsciente. Desejei por vezes ter você só mais um minuto ao meu lado, nem que fosse para te olhar nos olhos e te dizer o quanto te amei, muito mais até do que a mim mesma, o quanto abri mão de mim por você e não me arrependo de nada que fiz por nós. Mas hoje percebo que a vida só anda pra frente, na verdade ela voa, e é impossível mudar o que passou e como as coisas aconteceram.

Me lembro de ouvir você dizendo mil coisas sobre como a vida pode ser perfeita e como nós podemos ser capazes de fazer o que quiser e quando quiser. Você me pôs pra voar pela primeira vez, me ensinou sentir o gosto da liberdade na minha boca, e pude saborear com o corpo cada sentimento que isso me trouxe. Você soube me indicar a direção “certa” pra onde seguir, acreditei em você mais do que acredito em mim mesma e assim entreguei minha vida em suas mãos e você sabe disso. Por algum tempo, você foi meu norte, meu guia, a direção que eu precisava seguir o caminho por onde eu devia passar. Tudo tinha você, tudo tinha um pouco da sua existência, tudo que eu falava, pensava ou sentia em levava sempre a um caminho que estava relacionado com você. Eu me senti viva como há muito tempo não sentia. Meu sangue agora fluía de outra maneira, por vezes escutei meus batimentos ecoarem pelo meu ouvido e meu coração tocar a garganta, o que me parecia ser tão incrível. Você me ensinou o que era ter borboletas no estômago, e acredite, essa é a melhor sensação do mundo.

Mas então em um dia normal, sem grandes acontecimentos, sem muitas expectativas você disse às palavras que nos marcaria para todo o sempre. Três palavras que tem o poder de balançar o coração de qualquer um, de modificar todo um planejamento de vida. Mudar tudo o que eu jamais imaginei que pudesse acontecer. Você com esse ar tão faceiro e um tanto atrapalhado cometeu a loucura de sussurrar aquelas três palavras no meu ouvido. Entre o som da tv ligada, e o barulho do meu maxilar mastigando mais uma pipoca eu pude ouvir com uma precisão cirúrgica quando as palavras saltaram da tua boca e encontraram meu ouvido. Um eu te amo doce e gentil que seria capaz de mudar tudo em minha vida. E pra que?

Eu há muito tempo queria te perguntar isso. Queria saber por que você entrou na minha vida, mudou meus sonhos, meus planos, e tudo mais que eu imaginava para mim e agora já não está mais aqui. Como que três palavras são capazes de modificar toda uma vida. Como que você foi capaz de em poucos minutos me desconstruir por inteiro e me levar os sonhos que eu tinha e que eram só meus.

Naquele dia você me fez fazer promessas, você sabe que nunca fui boa em cumpri-las, você me fez acreditar novamente na minha vida, me deu todas as armas possíveis para ao seu lado conquistar o mundo. Você disse “eu não quero mais viver longe de você” e eu acreditei. Você me disse que nunca iria se esquecer de nós e eu acreditei. Você me disse que queria construí uma vida ao meu lado e eu acreditei. Me fez acreditar que é melhor levantar cedo e viver algumas horas a mais que dormir aquele sono interminável. Você me fez fazer planos, e olha que minha vida nunca foi planejada. Nunca foi regrada a ponto de eu saber o que é melhor pra amanhã ou depois. Mas ainda assim eu sonhei. Imaginei e esperei.

Você me disse que precisávamos traçar um objetivo, um caminho, e eu fiz. Segui no seu jogo, fiz exatamente o que você esperava, o que me dizia para fazer, afinal estávamos aprendendo juntos, crescendo juntos eu e você. Batalhei por isso, lutei pelo que achava ser importante. Arrisquei todas minhas fichas no azarão, apostei alto, e veja só aonde chegamos.

Você se foi sem nem ao menos se despedir, se foi quando eu acreditava que tudo tinha chegado há um consenso em minha vida. Você se foi e abriu uma ferida enorme aqui. Mas mesmo com isso fui capaz de entender e aprender. Você me ensinou enquanto estava aqui, enquanto você falava, sorria e sonhava. Você fez planos comigo mesmo sabendo que não poderíamos cumprir junto. E por algum momento eu tive um tremendo ódio de você, mas até no pior dos momentos você soube me ensinar. Teve o cuidado o suficiente para me passar detalhe, cada sutileza necessária para que eu pudesse seguir adiante. Você me ensinou que o mais importante é a vida, é viver, amar e ser feliz. Você me ensinou coisas incríveis e cada um daqueles dias fizeram toda diferença hoje. É necessário aproveitar cada momento, porque num instante tudo pode ir embora, desaparecer, sem nem ao menos imaginar o por que. Esse é o milagre da vida.

E por mais que ainda pense em você todos os dias, sei que o que tinha de ser foi feito e o que me resta agora é simplesmente lembrar e recordar. Agradece a cada dia por ter te conhecido, mas também refletir porque a vida pode passar tão rápido a ponto de nem percebermos ela começar e terminar. E entender que existem marcas que nem mesmo o tempo é capaz de apagar.

Imagem de capa: coka, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Igor Cruz
Arquiteto, urbanista, escritor, podcaster e editor. Escrevo em busca de algo que me conecta com o outro, que me faz emergir em uma onda de amor e pensamentos sobre o que a vida ainda pode ser. A escrita é uma ponte que nos conecta há um novo mundo cheio oportunidades e conhecimentos. Cabe a nós e somente nós, dar o primeiro passo para atravessar essa ponte. Podcaster no InFormais Podcast.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here