E você, o que você veio oferecer ao mundo?

O que você tem a oferecer ao mundo? Com o que você pode contribuir para transformá-lo em um lugar melhor? Quais são suas metas ou seus sonhos? O que você pode oferecer para aumentar o valor daquilo que o rodeia? O que o torna especial e o que você gostaria de usar para presentear os outros?

O mundo nem sempre precisa de contribuições muito complexas, às vezes o melhor ou a única coisa que podemos oferecer são pequenas atenções; neste sentido, muitas vezes a realidade é que não é necessário mais para conseguir uma mudança significativa. É a sucessão de pequenos passos, a contribuição de cada um com seu grãozinho de areia, o que levanta projetos que no início, e pela sua magnitude, podem dar a sensação de serem inalcançáveis.

Se cada um de nós se esforçar para ver o que podemos oferecer ao mundo, começaríamos uma corrente sem fim que multiplicaria os mecanismos positivos com os quais funcionamos. Aumentariam nossos recursos e também os dos outros. Então, não é preciso viajar a lugares distantes ou contribuir com enormes quantidades de dinheiro, nem embarcar em projetos muito grandes; às vezes um abraço, estender a sua mão para ajudar a pessoa ao lado ou ouvir é a coisa mais simples, e talvez com isso já estejamos ajudando.

Todos podemos ajudar, todos temos alguma coisa para contribuir. Basta parar para pensar, o que posso fazer para tornar o mundo melhor do que está? Todos temos uma margem de responsabilidade e também uma margem de ação: uma liberdade que podemos decantar com o propósito de melhorar nosso entorno.

Pequenos passos… de um longo caminho

Não existe nada fácil, e isso também não nos agrada. De fato, uma das variáveis que mais influencia o valor que outorgamos a uma conquista é o esforço necessário para alcançá-la… porque nesse esforço há algo próprio e isso gera orgulho.

Por outro lado, quando não sabemos por onde começar, a melhor coisa a fazer é criar metas a curto prazo, coisas pequenas que possam nos motivar e dar mais ideias (satisfazendo necessidades sempre se descobrem mais necessidades). Definir um objetivo e trabalhar nisso, enxergar tudo que podemos fazer dia após dia para que, quando chegarmos ao final, possamos olhar para atrás e encontrar esse valor reconfortante que dá significado a toda uma vida.

Se o que quero oferecer ao mundo é paz, ou que em todo lugar do planeta conheçam a minha obra, ou ajudar toda pessoa necessitada, será uma meta de longo prazo. Além disso, é tão grande para visualizar no início que acabará com a minha determinação. Terei que começar construindo ao meu redor, ajudando e dando aos que estão perto de mim, e assim ir semeando para obter pouco a pouco frutos em um espaço mais amplo.

Cada passo conta, cada passo constrói e cada passo contribui. Tudo aquilo onde colocamos vontade e sonho faz crescer a nós mesmos e o entorno. Se posso contagiar a minha alegria, já estarei oferecendo alguma coisa ao mundo e contribuindo com meu grão de areia. Não fique de braços cruzados, exponha o seu potencial e descubra o seu talento, faça isso com um sorriso e dando o melhor de si. O mundo está aí fora esperando tudo o que você pode lhe oferecer.

Qual é o meu propósito para hoje? O que posso oferecer ao mundo?

Falo do dia a dia. Não me refiro aos propósitos que fazemos para começar o ano ou quando fazemos aniversário, porque esses são rapidamente esquecidos. Me refiro a ver quais qualidades tenho que me fazem ser melhor e dar alguma coisa aos outros.

Talvez seja fazer os outros rirem, tirar alguém para dançar, contar curiosidades, ouvir, ajudar, ensinar, cozinhar, desenhar, oferecer música… com nosso estilo, todos podemos fazer uma contribuição que valha a pena. Então pergunto, qual é o seu propósito para agora, para hoje, para amanhã ou para esta semana?

O mundo precisa de gente como você. Com vontade de dar o melhor de si, com vontade de sair e ver o sol mesmo que esteja chovendo, com vontade de fazer os outros felizes e compartilhar amor. O mundo precisa de gente que faça o seu círculo melhor, que tenha vontade de contribuir e de agradecer por tudo que aqueles que estão à sua volta contribuem para com ele. O mundo precisa de você, o que você está esperando para lhe oferecer tudo de bom que você tem?

Confie em você e procure no seu interior, existe algo maravilhoso aí dentro que está querendo sair. Algo que os outros precisam, embora isso não seja o mais importante: até você não acreditar, não servirá pra nada. Procure e encontre, aprecie e, logo, ofereça. Sempre haverá alguém que agradecerá; esse alguém será você mesmo.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

Imagem de capa: GaudiLab, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here