5 chaves para lidar com a dor emocional

A aceitação e o amor próprio são essenciais para curar a dor emocional e para poder avançar. Devemos desenvolver uma atitude resiliente para que nosso próprio sentimento possa nos ajudar a crescer.

As emoções nos afetam profundamente e, se não as gerimos adequadamente, podem nos causar um grande sofrimento.

É por isso que é importante conhecer certas chaves que nos ajudam a lidar com a dor emocional.

Assim, não poderemos afundar, mesmo que os problemas nos ultrapassem. Da mesma forma, podemos desenvolver nossa resiliência e aumentar nossa autoestima.

Esses elementos são muito importantes e nos ajudarão a superar qualquer dificuldade.

1. Dê o carinho que você merece

Ninguém nos ensina dar carinho e cuidar de nós mesmos. No entanto, é muito importante estar lá quando outros precisam de nós.

Essa falta de prioridade faz com que, quando temos que lidar com diferentes problemas, não somos capazes de ser respeitados por nós mesmos e nem nos cuidarmos apesar de tudo.

Não é o momento de se culpar, nem ser vítima do que está acontecendo conosco. Isso só aumentará o grau da dor que estamos sentindo.

Para lidar com a dor emocional é importante ser generoso, paciente e flexível com nós mesmos. Somente assim, sairemos antes dessa situação desagradável que estamos experimentando.

2. De onde vem a dor?

Um dos exercícios mais difíceis é encontrar a fonte da dor e poder encará-la de frente. Isso aumenta nosso sofrimento, mas é necessário poder caminhar e deixá-lo para trás.

Lidar com a dor emocional significa não escapar do que está nos prejudicando. Nem virar as costas ou tentar cobrir com “placebos”, o que podemos evitar que se prolongue por mais tempo.

É necessário voltar para a origem, perguntar-nos em que momento essa dor emocional se originou. Descobrir os motivos que as causaram nos dará muita vantagem.

Se estamos cientes do que desencadeou esse sofrimento, podemos ter uma ideia de como resolvê-lo.

3. Aceite o que não pode mudar

Para lidar com a dor emocional com sucesso é essencial analisar muito bem a situação que nos está causando tanto dano, e nos perguntamos: “Posso mudá-la?”.

Há situações nas quais podemos mudar o nosso local de residência, longe de quem nos prejudica ou, simplesmente, tomar uma decisão que termina com o que permitimos nos causar dor.

No entanto, existem outras circunstâncias que não podemos modificar. Por exemplo, uma doença ou a perda de um emprego.

Neste caso, devemos trabalhar a aceitação. É uma excelente oportunidade para fazer isso e uma ótima aprendizagem para outras situações futuras.

4. Não desista, tome o controle

É muito fácil deixar de lado o controle da nossa vida quando estamos atormentados de tristeza. No entanto, isso faz com que andemos à deriva, sem rumo e completamente perdidos.

Para começar, é importante fazer um esforço para enxergar o que nos acontece, com alguma perspectiva. Nos momentos ruins, acreditamos que o pior só está acontecendo conosco, e isso é algo que piora a situação.

Além disso, é necessário tirar a força de onde quer que seja para realizar o que nos agrada. Pode ser uma excelente oportunidade para estabelecer metas realistas, se estas têm sido causadas por nossa dor emocional.

O importante é tomar as rédeas, não se deixar levar pela corrente e nos erguermos. Problemas e adversidades podem nos ajudar a crescer se permitirmos.

5. Reconheça o que você está sentindo

De nada serve tudo o que já foi falado se nos recusarmos a aceitar que sentimos dor, que estamos sofrendo. Às vezes, não o fazemos por vergonha, mas é muito importante admitir isso.

Ser sincero com nós mesmos também nos permitirá ser honestos com os outros. Isso permitirá que outros nos apoiem e nos deem as forças que acreditamos que perdemos, para sair de tudo o que está acontecendo conosco.

– No caso de nada disso nos ajudar, não devemos ter medo ou preconceito de pedir ajuda a um profissional.

– Ele nos fornecerá as ferramentas necessárias para lidar com a dor emocional, e para estar preparado para outras situações futuras que teremos que experimentar.

Com essas chaves muito simples, lidar com a dor emocional será muito mais fácil.

E ao mesmo tempo, cresceremos com cada dificuldade que experimentamos e aprenderemos a resolvê-la, e sair dela de forma mais eficaz.

Fonte indicada: Melhor com Saúde

Imagem de capa: sutipond, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here