Quero família com você; preliminares gostosas de uma velhice que chegará para a gente.

Cansado de envolvimentos rasos, quero amar profundamente alguém que me ame de volta. Sem mais sentimento. Sem menos sentimento. Na mesma proporção; alguém que queira construir um futuro a partir do nada ao meu lado e, às vezes, me puxar para ter forças quando eu achar que não tenho mais. Que queira meu suporte sentimental para dividir a sobrecarga diária, também.

Não quero beijo e ponto final. Quero sobrenome; o meu no seu e, o seu, no meu. Quero abraços memoráveis no café da manhã, quero clichês de comerciais de margarina, antes de sairmos para o trabalho. Quero a profundeza do meu corpo no seu – é, aqui era para ser mais safadeza mesmo –, literalmente; e, ter a liberdade de ligar para seus pais para programarmos o almoço de domingo. E levar os meus. Quero família com você; preliminares gostosas de uma velhice que chegará para a gente. Chegará em êxtase.

E não adianta procurar mais, das coisas mais bonitas da vida, desenhar um sonho ao lado de alguém será sempre a mais encantadora das artes; será o sonho de mais belas cores; será o sonho com aroma capaz de nos despertar os mais profundos prazeres. No final, não importa o quanto acumulamos de riqueza, só aqueles que estarão do nosso lado como o bem mais preciso da gente; quero alguém para sorrir e dizer “valeu a pena”.

Imagem de capa: DenisProduction.com, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Luverlandio Silva

Nasceu no Piauí e cresceu em São Paulo, mora atualmente em Santo André – SP. Apaixonado pela área de exatas, mas tem o coração nas artes e escrita; trabalha e defende o meio ambiente e, as causas naturais: sentimentos; afetos; amor.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here