O verdadeiro amor mora nos detalhes, no que não se diz…

Hoje eu estava na farmácia e observei um homem lendo atentamente duas embalagens de um produto pra cabelo, ele lia os dois lados da embalagem e tentou chamar uma atendente, como ele estava segurando um pacote grande de absorvente debaixo do braço e mais uma acetona, concluí que ele estava precisando de ajuda e me dispus a ajudá-lo. Ele então me disse que tinham bebê recém nascido em casa e por isso a esposa pediu pra que ele fosse comprar essas coisas.

Ele me perguntou qual a diferença entre um shampoo e outro e eu disse que achava a marca A melhor que a B, mas a B estava com kit promocional e saía mais em conta e perguntei se a esposa não havia lhe passado a marca específica, ele respondeu que ela apenas disse “Qualquer um”, mas que ele já tinha visto as duas embalagens em casa, então ela usava as duas marcas, e me respondeu “Não moça, não é pelo preço, reparei que ela usa os dois, mas se você está dizendo que esta é melhor que a outra, fico com essa então!”
E abriu a embalagem pra sentir o cheiro antes de devolver uma, e então me disse “É esse mesmo!! Esse é o cheiro do cabelo da minha mulher!
Desde que nos conhecemos…esse cheiro é único!” Eu sorri e disse “Então não tem dúvidas, leva esse!” e por um segundo eu reparei que a sua mente tinha ido pra longe, ele disse que levaria a primeira opção mesmo, porque o cheiro o lembrava da época em que se conheceram, e que já tinha um bom tempo que ela não usava esse shampoo…

Eu disse “Normal, mulher muda de shampoo sempre, ainda mais com bebê pequeno, a gente mal consegue lavar a cabeça!” E ri!! E então ele continuou o assunto “É verdade…um bebê consome muito o tempo, principalmente da mãe, tudo é a mãe…ela sempre me diz isso, que não consegue nem lavar o cabelo direito, e vive com o cabelo preso e que agora só cheira a leite!” Eu reparei no tom melancólico na voz e segui o diálogo “É verdade mesmo, um bebê nos leva todo tempo e disposição, mas ele é fruto de um amor entre duas pessoas, certo? E todo homem pensa como você, não se preocupe! kkkk Que é tudo tarefa da mãe e que só serve a mãe.
Na verdade, o que nos diferencia é que temos um seio que alimenta o bebê, mas de resto, é tudo igual, ou deveria ser rsrs Os pais podem e devem cuidar dos seus bebês, desde que estão na barriga! E não ficar esperando eles crescerem, pra levar pro futebol ou pra escolinha, ou quando já forem racionais o bastante para saberem que ficar com o papai pode ser legal! Bebês são puramente instintivos. Olfativos. Atentos. Sonoros! Se você o pegar, e insistir, e ninar ele, e aninhá-lo e cantar pra ele, ele só vai chorar muito quando estiver com fome ou fralda suja, mas se você não pegá-lo nunca, ele nunca vai sentir confiança em você!
Você poderia comprar pra sua esposa o perfume mais caro que existe e chegar em casa com ele hoje embrulhado lindamente pra presente, que ela iria sorrir e guardá-lo. Mas você não precisa fazer isso pra agradar a sua mulher…basta esse shampoo que você está levando, a acetona dela, e dizer ‘Querida, eu sempre amei esse cheiro no seu cabelo, desde que nos conhecemos…agora vai lá, toma seu banho com calma, na paz, tire o resto do seu esmalte…faça sua unha e coma um jantar quente, que eu fico com o nosso filho. Porque isso vai valer muito mais do que qualquer presente caro, pra ela!”

Ele sorriu, com os olhos marejados, juro, e me disse “Você é um anjo que Deus me mandou hoje moça! Fico pensando exatamente nisso, em como agradar, e ajuda, em como fazê-la sorrir, mas nada me parece bom o suficiente. Obrigado pelas suas palavras, você tirou um peso enorme do meu coração.” E eu disse “As mulheres são mais simples do que vocês pensam…não queremos um marido..” e antes que eu terminasse a frase ele disse “querem um companheiro né” e eu sorri espantada e respondi “EXATAMENTE ISSO!” e ele falou “Já li um texto assim em algum lugar” …meu coração vibrou muito de alegria nesse momento, devo admitir, e quem ficou com os olhos marejados fui eu! E eu disse “É isso. Só de você já ter tido a disponibilidade e a atenção de vir na farmácia comprar essas coisas pra ela, já mostra que você tem a intenção! Leia esse texto outra vez, agora, depois da nossa conversa…quando você chegar em casa, e o dedique á sua esposa. Com certeza você a verá renascendo linda como uma flor!” ele me agradeceu muito e seguimos nossos caminhos.

Daí eu fiquei pensando e cheguei à algumas conclusões… A primeira, é de que existe SIIIIIIIM homem bacana no mundo, apaixonado e solidário à sua companheira, porque conheço muiiito cara por aí que nem se daria ao trabalho de ir na farmácia pra mulher, quem dirá de ficar escolhendo o melhor shampoo…Ele sabia quais eram as marcas, por quê? Porque ele OBSERVA, ele repara na esposa e no que diz respeito a ela! Segunda: Nós, mulheres, com essa mania que temos de querer cuidar do mundo e abraçar o Universo, às vezes, sem querer, os deixamos sem saber o que fazer…a gente precisa dar mais espaço e autonomia pra eles! Deixem o bebê chorar no colo deles!!
Eles vão aprender como fazer o choro acabar! Só a prática leva á perfeição!!rs Terceiro: Como as PALAVRAS são poderosas e milagrosas e maravilhosas! Ele já havia lido meu texto em algum lugar, e eu senti, bem lá no âmago, que DOM lindo Deus me deu, que é esse, de poder levar um pouco de conforto e ajuda, mesmo que singela, para alguém! E isso me tocou profundamente! Me senti absolutamente agradecida. Quinto, ele estava mesmo empenhado em agradar a esposa, porque, contrariando a maioria dos homens, ele não pegou o shampoo mais barato no kit promocional, ele nem se importou com o preço, ele queria deixá-la feliz!

Sexto: A gente tem mesmo que aprender a ser mais complacente e gentil com nossos companheiros e companheiras, temos que ter paciência e saber que um casamento é via de mão ÚNICA onde OS DOIS TÊM QUE ESTAR NO MESMO SENTIDO, lado a lado. E não um vindo e outro indo. Um filho é um projeto em COMUM, foi feito por dois e por tanto, tem que ser criado pelos dois! Homens, sem essa de devolver o bebê pra mãe no primeiro resmunguinho que ele der, ok?! Nem tudo é peito e o resto todos vocês conseguem fazer, tenho certeza!! E pra acabar: Que eu espero que a esposa dê o real valor e saiba apreciar os pequenos gestos amáveis do marido, porque o amor verdadeiro não mora nos perfumes franceses caríssimos, o amor mora no cheiro natural da pele, nos detalhes, nos pequeninos detalhes que quase sempre nos passam despercebidos, mas que ficam marcados no outro, para sempre.

O amor mora no abscôndito.

Imagem de capa: Jonathan Melot, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Bruna Stamato

Carioca, criada na Bahia, quase paulistana e atualmente moradora de Porto Seguro-BA. Mãe de duas garotinhas lindas, geminiana, ascendente em Câncer e uma eterna sonhadora. Quando me perguntam, sempre brinco com as pessoas, dizendo que eu não sou escritora, apenas passo para o papel o que a minha alma dita. Por tanto, o mérito é dela! Sou aficionada pelas palavras, desde que me entendo por gente, quer dizer, na verdade, até hoje não me entendo direito por gente, mas amo as palavras desde que as conheci e que elas começaram a fazer sentido pra mim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here