Às vezes, tenho a nítida impressão de que estou no lugar errado, vivendo uma vida que não é a minha…

Tantas vezes a vida destoa tanto dos meus sonhos, das minhas expectativas… E cresce em mim um desejo ardente e urgente de mudanças. Mas, tenho medo. De fazer uma escolha errada. De me precipitar. De não estar pronta. De me arrepender. De não dar certo. Então eu fico. Decido que assim é melhor do que nada e espero até que alguma coisa mude, para que eu mesma não precise mudar.

Enquanto espero, sinto o peso diminuir. Quando decido ficar um pouco mais, sinto que tudo ficou mais leve. Até amanhã, que seja. Mas ficou mais leve. E consigo conduzir por mais um tempo uma situação que testa meus limites.

Acho então que isso representa algum sinal. Representa uma etapa da minha vida que preciso cumprir.

Hoje, pode não representar o sonho da minha vida, e onde estou agora, certamente, não é onde pretendo passar o resto da minha vida. Mas é a estrada e tudo isso faz parte da paisagem. Conforme ando a paisagem vai mudando. Às vezes o caminho é difícil e quase intransponível, mas outras tantas vezes coisas e pessoas tornam tudo mais leve e agradável que, quando percebo. caminhei um tanto mais.

Penso que por mais que aqui não represente meu sonho de futuro, esse hoje está construindo um sonho que quero realizar. Os dias difíceis duram apenas 24 horas. E eu ainda consigo sorrir, mesmo na dificuldade.

As pessoas difíceis me ensinam como é ruim tornar difícil a vida de quem está do meu lado! E tento não ser assim. E as pessoas que tornam minha caminhada mais fácil… Ah… Essas me trazem a graça e a beleza da vida e me fazem enxergar que a vida, a felicidade, nada mais são do que momentos. Momentos bem vividos.

Não existe um relacionamento perfeito, uma vida perfeita, um emprego perfeito, um amigo perfeito. Mas existe quem, em tudo isso, torna os momentos bons maiores do que os ruins. E assim eu vou superando os dias. Valorizando a vida. Caminhando um pouco mais. Aprendendo a viver bem os momentos.

E se aqui não é onde quero ficar, tudo bem. Eu vou embora. Se eu não estou pronta, tudo bem, vou me preparar, arrumar as malas. Mas se eu não sei para onde ir, talvez convenha ficar um pouco mais. Se eu não estou pronta para algo melhor, talvez seja melhor me preparar um pouco mais, pois de que adianta mudar o rumo e seguir por uma estrada igual? Se eu sei para onde ir, mas ainda não tenho bagagem suficiente, talvez seja melhor esperar um pouco mais e reunir o que preciso.

Só não posso me acomodar. Só não posso deixar de traçar uma meta planejada e seguir um caminho que me leve à ela. Só não posso lamentar onde estou. Talvez seja melhor estar aqui, do que em lugar nenhum…

Amanhã…a vida fica mais leve. Hoje não dura pra sempre. Hoje, eu riscaria um bocado de gente da minha vida. Mas o que eu não daria para fazer, perpetuo quem tem me ajudado a esperar pelo amanhã, mais leve…

E tal qual as borboletas, vou permitindo que a vida me transforme todos os dias em algo mais bonito do que eu era ontem.]

Imagem de capa: MarinaP, Shutterstock

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Luciana Marques
Leonina de coração eternamente apaixonado, dramatizo e poetizo a vida. Então às vezes, quando as palavras me sobram e os sentimentos transbordam... Escrevo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here