Há coisas que nunca saem de moda: a nobreza e os bons modos

É verdade que nas redes sociais temos um certo anonimato. Deveríamos aprender a empatizar com o próximo e priorizar os bons modos e a educação acima de tudo.

Nesse mundo de mudanças, complexo e dinâmico, há raízes que seguem nos dando força e fôlego.

Por mais rápida que avance nossa sociedade, há dimensões que nos mantêm à tona: a nobreza, a sinceridade, o respeito, os bons modos…

Um fato notável que muitos veem muitas vezes nas redes sociais é a falta de respeito entre os usuários.

Graças ao anonimato, é comum que se ponham em prática dinâmicas pouco respeitosas que causam danos a outras pessoas ou grupos.

O mundo das redes sociais é um cenário complexo onde se reflete, muitas vezes, o pior e o melhor do ser humano.

Essa ferramenta valiosa de comunicação é, sem dúvida, um mundo maravilhoso que nos enriquece de conhecimento, mas que, por sua vez, se utilizado de forma incorreta pode ser nociva.

Talvez por isso temos que ser muito intuitivos e hábeis na hora de educar nossos filhos nesse mundo.

Temos que fazê-los ver que há aspectos que devem agir como tendões psíquicos em qualquer cenário: o respeito entre as pessoas e os bons modos.

Ambos são valores de grande poder no mundo onde a informação é compartilhada em segundos, onde podemos nos comunicar com qualquer pessoa do planeta.

Se transmitirmos nobreza criaremos um futuro com mais esperança.

Vale a pena investir nisso e não deixar que os bons modos desapareçam numa sociedade onde já não se faz falta ser visto cara a cara para ser amigo, onde o amor pode surgir entre duas pessoas em pontos opostos do mundo.

Propomos que reflita sobre isso.

Os bons modos nas redes sociais

Em 2014 a conhecida rede social Facebook viu-se na obrigação de investir dinheiro, tempo e esforços em fomentar uma dimensão que, ao que parece, está escapando das mãos: os bons modos.

Pode parecer um detalhe curioso e até preocupante, será que as pessoas esqueceram o que é o respeito?

Na verdade, não é que esquecemos. Trata-se apenas de que esses cenários (as redes sociais) são muito propícios para desencadear condutas perigosas como o ciberbullying.

Por mais curioso que pareça, fazer dano é, às vezes, mais simples do que favorecer o respeito, a atenção, a convivência. Dimensões que, às vezes, as gerações mais jovens nem sempre põem em prática.

Para evitar ou, pelo menos, controlar esse tipo de dinâmica, criou-se uma figura dentro do Facebook que chamaram de Mr. Nice (Senhor Legal).

Explicaremos a seguir qual a função dessa pessoa dentro da rede social mais poderosa do mundo, e a qual o jornal The New York Times dedicou um interessante artigo.

O assédio na internet, um problema crescente

Os próprios responsáveis pelo Facebook são conscientes de que o fenômeno do assédio nas redes sociais não faz outra coisa do que aumentar.

Em uma pesquisa realizada pelo Pew Research’s Internet Project (Projeto de Banco de Dados de Pesquisa da Internet) se descobriu que, por exemplo, quase 65% dos jovens dos Estados Unidos, entre 18 e 29 anos já sofreram assédio no Facebook.

– Tudo isso obrigou a essa rede social a criar o Senhor Legal, uma figura que tem mais de 80 trabalhadores que têm como função garantir, na medida do possível, a segurança e o respeito dos usuários.

– Foi desenhado, por exemplo, com a opção de controlar quem pode nos etiquetar em algo e poder comprovar antes se o material no qual aparecemos nos agrada para ser ou não publicado.

– Senhor Legal tem um sistema para decidir que tipo de fotografias pode ser publicado ou não na rede, as ofensas são censuradas.

Além disso, os perfis dos usuários que fazem um incorreto uso da rede para promover a violência são eliminados.

– Um aspecto que coincide em todas essas pessoas que trabalham por traz da figura do Senhor Legal é que os usuários, quando compartilham coisas, fazem com uma intenção positiva. O bom sempre vence o mal.

Entretanto, ninguém pode medir o impacto que suas ações podem ter sobre outras pessoas.

Assim, não se pode controlar tudo.

Contudo, a rede social mais famosa do mundo é consciente de que lutar pelo respeito de seus usuários e dos bons modos são aspectos que devem trabalhar a cada dia.

Por um mundo mais respeitoso, por um futuro mais digno

Criar um futuro mais digno para nós e para as novas gerações requer vontade, esforço e dedicação.

É possível que o complexo panorama de nossa atualidade, com tantos problemas sociais e crises políticas nos impeça de podermos imaginar um futuro mais esperançoso, mais digno e cheio de oportunidades.

Entretanto, é importante refletirmos acerca de alguns aspectos:

– As grandes mudanças vêm impulsionadas pela vontade e a nobreza de muitas pessoas, de pequenas entidades que fazem “um monte”.

– O respeito, a nobreza e os bons modos são valores que nunca devem sair de moda. Devem se defender em cada um de nossos cenários cotidianos: o trabalho, a família, as redes sociais.

– Há outros aspectos que não podemos esquecer: um ato de bondade tem muito mais impacto que um de depreciação. A bondade inspira e contagia.

Vale a pena então ir plantando em nosso dia a dia pequenas sementes de bondade e esperança, essas que amanhã darão seu melhor fruto.

Imagem de capa: asife, Shutterstock

Fonte indicada: Melhor com Saúde

COMPARTILHAR



RECOMENDAMOS



A Soma de Todos Afetos
Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: "A Soma de todos Afetos".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here