O medo de se decepcionar novamente pode causar a solidão que machuca e deprime

Imagem de capa: A StockStudio, Shutterstock

Creio que assim como eu você também não quer ficar sozinho o resto da vida. Você quer que essa fase de solidão passe logo e que o final dela te traga a pessoa que não te deixará por nada nesse mundo. Que esse alguém permaneça e faça da sua vida mais feliz, trazendo calma para aquele seu coração agitado que não aguentava mais esperar, e traga também paz para a sua alma que vivia em guerra entre a emoção de sentir demais e a razão que te pedia para não pensar mais nesse assunto. Você quer o final feliz. Quer andar de mãos dadas com alguém por aí. Quer cafuné, abraço apertado, beijo na testa em sinal de cuidado. Você quer tanto e dói não ter sua vontade saciada. Dói continuar nessa mesma situação todos os dias e esperar sem ter nenhuma certeza de que alguém virá.

Mas o problema de esperar tanto é justamente a estagnação. É ficar ali no canto olhando para os lados em vez de escolher algum lado e seguir por ele. É ter medo de se arriscar. Prefere ficar na mesma de sempre achando que assim terá alguma mudança. Não sei como algo de novo virá se você continuar fazendo o mesmo de sempre e não tentando se tornar alguém melhor. Seja as respostas da oração de alguém. Seja a pessoa que você gostaria de ter ao lado. Eu sei que a pessoa terá que te amar pelo que você é, porém ninguém merece alguém que não quer cortar ervas daninhas para assim poder florescer. E vai te fazer um grande bem avaliar a si mesmo em busca do que precisa de reparos. Ver aonde ainda tem machucados dos antigos relacionamentos para assim cura-los e se sentir mais aberto para receber um novo amor.

Além disso, você também faz algo que é meio sem sentido para uma pessoa que quer alguém. Você se afasta quando alguém se aproxima. Você fica no canto olhando se alguém vem e se alguém vir o nervoso borbulha no seu estômago e o faz revirar. Você quer sair correndo dali para poder se esconder e só sair do seu esconderijo quando souber o que dizer a pessoa. E também corre com medo da pessoa vir com a única intenção de te machucar como fizeram todos os outros. Vir para te conquistar e depois ir embora. Fica imaginando cenas aonde a pessoa vai te deixar de lado e te esquecer. Vai te abandonar e dizer que ficará melhor sem você. É medo de algo que talvez nem aconteça, é sofrer por antecipação, morrendo antes de qualquer tiro ter sido disparado. É não dar uma chance antes de ouvir o que a pessoa tem a dizer, sem antes conhecer o coração e as vontades, sonhos e planos da pessoa que te viu quando ninguém mais te notou.

E eu sei como é querer alguém, mas ter medo quando alguém te quer. É desejar um tipo certo de pessoa e se a pessoa que se interessar por você não for do jeito que sempre sonhou, é ignorar e até tratar com indiferença a pessoa para assim ela desistir de te conquistar. É mostrar seus defeitos para convencer o outro que você não vale o esforço, que é melhor ir embora, mas no fundo você só gostaria de dizer que está esperando outro, bem mais parecido com os sonhos que alimenta desde criança. Mas te digo que se continuar alimentando ilusões onde desenhou um tipo de pessoa e se não for aquele não quer ninguém, é recusar talvez a sua chance de felicidade, pois a pessoa certa terá defeitos e será diferente, pois ela é real e não irá condizer com exatidão aos seus sonhos.

É abrir um pouco o coração, não ao ponto de se entregar sem receber nada em troca e sem certezas se terá um futuro, mas é se abrir para aceitar alguém que pode te fazer feliz. É deixar que aja uma amizade antes de qualquer outra coisa. É conhecer a vida do outro, entender suas fases, respeitar suas diferenças, tentar curar seus machucados, pois a pessoa também pode vir com algumas partes para consertar. É ver se há um propósito para esse relacionamento que pode vir a nascer, se vai além de uma atração física e vontade de sair da solidão. E lembre-se disto: Não queira estar numa relação só para fugir de si mesmo, dos seus fantasmas e problemas não resolvidos, mas procure ajeitar o que precisa de conserto, perdoar o que precisa, melhorar no que for ruim demais para suportar, para assim ficar um pouco mais pronto para compartilhar a vida e receber alguém no seu agora e quem sabe manter no futuro.

Lembrando também que tanto você quanto a pessoa que pode vir a fazer parte da sua vida, nunca ficarão totalmente prontos e consertados. Isso quer dizer que tanto você quanto o outro ainda terão defeitos, cometerão erros, vão sentir medos absurdos de coisas pequenas e podem vir a machucar um ao outro. Pois no amor não há garantias de felicidade todos os dias e nem de que em algum momento alguns dos outros, ou os dois, sentirão vontade de sair dessa relação. Mas amor é lutar quando não há mais forças, é lembrar dos motivos iniciais que fizeram se apaixonarem para assim reacender o que antes queimava no coração. É até pedir a Deus que dê sabedoria para lidarem com os problemas e forças para continuarem no campo de batalha. Por fim, digo para não se precipitar tanto no medo quanto na entrega, mas se abrir um pouco e ainda guardar suas melhores partes para o dia onde irá prometer no altar que ficarão juntos em qualquer situação.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Tatielle Katluryn
Nessa existência já há 20 anos, com sangue Maranhense e coração pertencente ao céu. Sou cristã e estudante, apaixonada por livros do séc. XIX e Astronomia. Escrevo desde os 13 anos, mas nunca imaginei que a escrita faria parte da minha vida e hoje não passo um dia afastada das palavras. Mas nada disso é mérito meu, pois Deus me chamou para falar aquilo que Ele quer dizer as pessoas, para levar a paz a corações como o meu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here