É o caminho que importa

Imagem de capa: Uber Images, Shutterstock

Entre o nascimento e a morte percorremos um grande caminho chamado vida, saber viver por esse caminho é o que importa.

É no caminho que a gente aprende que mesmo se o problema seja grande ou pequeno, sempre teremos o amanhã para tentar outra vez. Que os anos passam mais rápido do que a gente consegue acompanhar, e que cada ano novo traz alegria de um recomeço e o medo de não ter vivido o suficiente. Que a juventude é uma época muito boa, mas que envelhecer pode ser melhor ainda se a gente conseguiu aprender com os erros lá do começo.

É no caminho que a gente aprende que toda escolha gera mais dúvidas do que respostas. Que apesar de queremos ser tão diferentes, chega um momento em que ser igual é mais confortável. Que não precisamos estar presentes fisicamente para estar de fato perto. Que amor é algo que é construído todos os dias e não que acontece da noite para o dia. Que quando perdemos alguém, sentimos a morte se aproximando, mas a queremos ainda longe, pois ela está só no fim.

É no caminho que aprendemos que não adianta ter pressa para subir na vida, pois é aos poucos que as coisas vão dando certo. Que tomar alguns riscos compensam e que o mais difícil é saber avaliar previamente quais valem a pena. Que tudo que acontece muito rápido, também acaba rápido. Que viajar, conhecer outros países e culturas é fascinante, mas que não existe lugar melhor do mundo do que a própria casa.

É no caminho que aprendemos que algumas vontades podem ser incontroláveis, mas as consequências nunca falham. Que desperdiçar nosso tempo com pessoas e situações que não valem a pena é algo imperdoável. Que não precisamos muito para ser feliz, e que sim ser feliz pode ser uma escolha e não uma decorrência. Que estar perto de quem a gente ama faz o tempo passar mais rápido e quando estamos longe ele teima em desacelerar.

É no caminho que a gente aprende que tudo passa, seja o sorriso ou a dor, tudo passa. Que não vale a pena passar a vida se comparando aos outros, cada um vai percorrer esse caminho de forma diferente. Que para se viver em paz o segredo é ser verdadeiro consigo mesmo e lutar por aquilo que se acredita. Que não importa o momento, nunca é tarde para começos. Que temos medo de chegar ao fim da estrada, mas que todos vamos chegar lá, uns aproveitando mais e outros deixando passar despercebido. No fim, o que importa é como foi feito esse caminho e com quem o compartilhamos.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Nanda Andrade
Nanda Andrade não se desgruda dos livros. É extremamente apaixonada pela escrita, pela vida e pelo marido. Queria ter muitas vidas ao mesmo tempo para experimentar o máximo que pudesse de todas as possibilidades. No fim das contas seu coração egoísta quer guardar o mundo dentro de si.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here