Confronte a vida

Imagem de capa: Svetlana Iakusheva, Shutterstock

Seja especialista em confrontar a vida.

A vida é especialista em puxadas de tapete. Quando imaginamos que está tudo quieto, tudo em seu devido lugar, ela vem, como um vendaval, e desmorona toda a tranquilidade aparente.

Quantas vezes não nos flagramos com as mãos na cabeça, sem saber o que fazer, para onde ir e o que decidir? A verdade é que nestes momentos não há mesmo o que fazer. Podemos apenas aquietar um pouco nossas aflições, enquanto a turbulência ao nosso redor começa a se acalmar.

Eu sei que inúmeras vezes ousamos pronunciar “Eu vou desistir.”. Sei também que a nossa vida sempre parece pior que a dos outros. Nestes momentos, eu procuro me recordar de duas coisas que carrego comigo: uma é um princípio e a outra uma sabedoria.

1 – Quando fica mais difícil e chegamos finalmente a ponto de desistir, significa que a solução está muito próxima; é o sinal de que o melhor já vem e que o pior já vai passar. Portanto, esta é a hora de PERsistir.

2 – Não podemos comparar problemas e sofrimentos, porque aquilo que lhe parece pequeno pode ser o pior sofrimento da vida de alguém. A balança pessoal de cada um tem relação com a força pessoal e com o que cada um pode suportar.

A vida vai bater, as pessoas também. Ninguém vai ter misericórdia. Ninguém vai te poupar. O mundo é um ambiente hostil, onde a corrupção e maldade imperam. As pessoas vão te julgar, te calar, zombar de ti, te fazer chorar, te humilhar e muitas vezes você estenderá seus olhos para os céus perguntando “por que”; contudo, a vida deve ser confrontada. Se ela te bater, você deve devolver; se ela te derrubar, você precisa se levantar; se ela destruir seus sonhos, construa novos. Confronte-a. Seja ousado. Ouse não aceitar permanecer no chão, ouse lutar para vencer.

Em meio a toda essa confusão, você vai se deparar com pessoas ajudadoras e oportunidades. Seja esperto, esteja atento e agarre-se a elas como se agarraria a um bote salva-vidas em alto mar. Salve-se. Não permita que os percalços da vida roubem seus sonhos e te transformem em quem você não quer ser.

Todo ser humano é dotado de valor, inteligência e competência. Seja aquilo que você nasceu para ser e seja o melhor. Confronte a vida!

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Rândyna da Cunha
Rândyna da Cunha nasceu em Brasília, Distrito Federal, em 1983. Graduada em Letras e Direito, trabalha como empregada pública e professora. Tem contos publicados em diversas revistas literárias brasileiras, como Philos, Avessa e Subversa. Foi selecionada no IX Concurso Literário de Presidente Prudente. Participou da antologia Folclore Nacional: Contos Regionalistas da Editora Illuminare e das coletâneas literárias Vendetta e Tratado Oculto do Horror, da Andross Editora- http://lattes.cnpq.br/7664662820933367

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here