A vida ensina, não sabote o aprendizado

Imagem de capa: Evgeny Hmur, Shutterstock

Há um certo paradoxo na vida, no jeito de viver, nos pensamentos e atitudes, na ânsia do querer mas sem tempo e paciência para conquistar. Sem esforço real para “chegar lá”, sem uma consciência de como acessar o que se deseja.

Deixa eu explicar:

Acredito que estamos vivendo num modelo de vida que incapacita um olhar para si, uma pausa para se observar, se perceber, e assim se guiar.

Há uma certa “esperteza” na modernidade que traz sempre uma solução rápida, uma fórmula para o acesso instantâneo, por vezes nada convencional para conquistar o que se deseja. São caminhos alternativos, sintéticos, artificiais e até mesmo ilegais para a rápida conquista e satisfação pessoal.

E quem quer percorrer caminhos quando há meios mais rápidos (nem sempre eficazes) para esta conquista?

Na era do “fast”, das satisfação instantânea e dos prazeres passageiros, o encontro com nosso ritmo interno e com nossa real natureza se confunde e nesse sentido, encontramos diversas situações presentes no nosso cotidiano. Por exemplo:

Tem gente que quer ter paz mas não consegue se colocar neste estado. Uma mente inquieta e temerosa faz da vida um verdadeiro caos, para si e para o outro. Viver em paz é confiar e se permitir. Como não encontram este acesso, buscam soluções em remédios, no álcool, na droga, nas soluções anestésicas de paz momentânea.

“A paz começa dentro de cada um de nós” – Buda.

Tem gente que quer ter sucesso, mas não tem paciência para percorrer o caminho das conquistas. Por não se achar merecedor ou não capacitado, perde grandes lições que só a trajetória pode dar. Muitos desistem no caminho ou compram seus sucessos. Usam o dinheiro para encurtar o tempo e perdem um rico aprendizado.

Tem gente que quer ser magro, ter boa saúde, mas não tem disposição para nenhuma atividade física. Não colocam seus corpos em movimento! Alimentam-se mal e não se abastecem daquilo que é mais essencial: água.

Espicha o olho para quem tem saúde física e não se sente capaz de conquistar os mesmos padrões. Opta pela solução rápida, deita-se numa mesa de cirurgia, assume riscos, e a mente, que é a grande controladora do maquinário corporal não sofre tal interferência. Uma consciência corporal é essencial para qualquer perda de peso. Seu corpo, seu templo. Cuide.

Tem gente que quer ser feliz, mas não consegue perceber as alegrias que possui na vida. Não se coloca em estado de gratidão, não percebe as bênçãos da vida e nunca está satisfeito. Não agradece o que possui, não reconhece o que tem. Coloca a mente no futuro,e vive na ansiedade de uma felicidade sem alcance. Abastecem suas casas com futilidades achando que felicidade é ter e não encontram o seu ser.

Tem gente que quer ser admirado mas não cuida da aparência interna. Vive de padrões externos, numa elegância de etiqueta e não do coração. Buscam status e reconhecimento, mas não entende que isso é um gesto espontâneo que só parte de quem sente a natural beleza do ser.

Tem gente que quer respeito, mas não se dá nem oferece tal postura. Acredita que respeito vem da autoridade, e não do amor.

Tem gente que quer ter uma vida mais zen, mas grita com o filho na primeira oportunidade. Faz yoga, vai à missa, faz meditação mas pratica uma vida sem tolerância e paciência.

Com isso, é fácil perceber uma sociedade presa aos anseios, num conflito de soluções artificiais e ilusórias.

O Despertar da consciência do ser, transforma toda forma de conduta. O despertar nada mais é que um olhar para si, dentro da presença. É dar oportunidade de se ouvir e se guiar.

Pare um pouco, perceba-se nesse imenso espaço que é a vida. Tome consciência do seu corpo e mente. Ame-se. Cuide-se. Tudo no seu tempo. E como diz um amigo meu: “pra quê a pressa, se da eternidade ninguém se escapa”?!

Se encontre e encontre um caminho de clareza e realização naturais. Por uma vida mais consciente e real. Nesta condução de soluções rápidas e descartáveis, que possamos ser mais humanos dentro das nossas reais possibilidades de crescimento pessoal.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS






Anieli Talon
É jornalista, atriz, locutora, dubladora e tem a comunicação como aliada. Escritora por natureza, tem mania de preencher folhas brancas com textos contagiados por suas inspirações .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here