Às vezes, desconectar é ter paz

Imagem de capa: Rawpixel.com, Shutterstock

Sabe, a gente deveria aprender a se importar menos com certas coisas, dar menos pano pra manga para assuntos sem relevância, não dar corda para aquilo que beira ao precipício emocional.

A necessidade de querer estar sempre certo e provar isso, muitas vezes faz da vida um caos, um embate desnecessário, uma total perda de tempo.

É tão melhor desconectar de algo que não agrada do que bater de frente com a teimosia. É mais fácil assim, a gente se poupa de discussões tolas e segue a vida mais leve, solta, com a cabeça mais tranquila, tendo a oportunidade de criar … mente “pré-ocupada” toma espaço e não permite o fluir das ideias.

Uma mente ocupada com futilidade não se coloca em paz. Além disso, a saúde do corpo começa na mente, ter essa consciência ajuda a prolongar a vida.

Por isso penso que, em determinadas situações, é melhor se retirar, fingir que não entendeu, “sair à francesa” do que brigar para ter razão. Há situações que não precisam ser vencidas, as provações são apenas para si, por isso é bom não se perder nas ilusões.

Trocar pensamentos de baixa frequência por pensamentos elevados é transformador, requer prática, um exercício de vigiar a mente e de se colocar em paz. Perdoar e seguir a vida também traz vitalidade, mas isso é assunto para um outro artigo.

Dito isso, é importante destacar ainda que na vida, haverão determinadas situações que valerão sim a nossa atenção. Há certas vivências que são colocadas em nosso caminho para que possamos aprender, nos curar e evoluir, agindo com coragem e amor, pois aquilo que não é curado e resolvido em dado momento retornará a nossa vida até que tenhamos aprendido a lição.

Nesse sentido, é importante reconhecer as próprias batalhas e escolher bem os combates,para que assim seja possível fazer da vida uma rica e incrível jornada.

Discernir o que é importante e manter uma mente saudável é somar tempo à vida. Cuide-se.

COMPARTILHAR
Anieli Talon
É jornalista, atriz, locutora, dubladora e tem a comunicação como aliada. Escritora por natureza, tem mania de preencher folhas brancas com textos contagiados por suas inspirações .

RECOMENDAMOS



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here