Pessoas tóxicas existem. Deixe ficar quem te ama e respeita

Imagem de capa: Antonio Guillem, Shutterstock

Muito provavelmente você já teve uma uma experiência com uma pessoa conhecida como “tóxica”!

Diferente dos produtos tóxicos que trazem uma identificação bastante chamativa para o não consumo e uso, uma pessoa tóxica não vem com um alerta, e isso pode ser bastante desastroso, resultando em prejuízos emocionais e energéticos.

Geralmente, a constatação do nível de toxidade da pessoa leva um tempo, mas a vida vai ensinando a se abrir para esta percepção.

Há uma quantidade de características de pessoas tóxicas, as mais conhecidas são: as invejosas, possessivas, ciumentas, autoritárias, pessimista e as manipuladoras.

Realmente é triste existir tal condição e rótulo para uma pessoa, mas o fato é que elas existem e é preciso muita inteligência para lidar com elas e com as situações que elas criam, pois trazem dor e sofrimento.

Se for pra dar um conselho, o melhor deles seria : Não dê a elas tanta importância. Ao fazer isso, tira-se o poder dado a elas, pois é disso de que precisam. Tudo aquilo que você dá atenção, você empodera, então é melhor desconectar e evitar criar polêmicas.

Elas podem parecer bastante encantadoras e usam até mesmo de subterfúgio para serem aceitas.

É bom ter cuidado ao falar da vida pessoal para uma pessoa tóxica, pois não há interesse real de cuidado e confiança. Melhor filtrar as palavras e se reservar.

Uma outra característica das pessoa tóxicas é que elas também são vítimas, mas delas mesmas. Elas acham que tudo de errado que acontece com elas é culpa de alguma pessoa ou situação, e jamais conseguem assumir as responsabilidades por suas atitudes. Nesse sentindo, elas mentem e não tem o menor remorso por isso, na verdade elas não tem consciência , pois como precisam se convencer do que estão dizendo para se sentirem melhor, não poupam palavras e situações embaraçosas.

Elas podem estar mentalmente doentes, quem sabe vivendo suas faltas ou excessos, mas de fato é preciso encarar seus comportamentos e como eles refletem em prejuízos para si e para outros.

Diagnosticar uma pessoa tóxica é fundamental e requer sensibilidade e uma certa experiência de vida.

Para não correr em prejuízos e dissabores, se afastar é o melhor remédio. Desejar o bem e querer isso da pessoa de verdade pode até mesmo fazer com que ela se afaste de você, pois não há nada que ela possa fazer pelo seu gesto de bondade. É possível que elas não saibam como agir diante disso. Como não é possível controlar o que o outro pensa ou faz, reagir negativamente não faz o menor sentido.

Ser seletivo não é questão de orgulho mas de liberdade de escolher as pessoas que se deseja relacionar. Purificar os relacionamentos é permitir que fique de fato quem te ama e respeita.

Bondade não significa aceitação incondicional, aliás onde há total aceitação há submissão e falta de valores.

Aos tóxicos, envie uma cartinha mental de amor e luz – feche os olhos, coloque-os em seu pensamentos e vibre palavras de amor e harmonia. Diga o que sente e envolva-os em luz.

A onda mental é segura, discreta e eficaz.

No mais, deixe ficar quem soma. Siga o seu coração.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Anieli Talon
É jornalista, atriz, locutora, dubladora e tem a comunicação como aliada. Escritora por natureza, tem mania de preencher folhas brancas com textos contagiados por suas inspirações .

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here