Não corra atrás de quem sabe onde te encontrar.

Imagem de capa: Prochkailo, Shutterstock

Quem nunca desejou um amor que durasse a vida inteira?

Quando te encontrei, eu não procurava um amor de cinema, pois sempre fui sábia o bastante para compreender que até nos romances, os atores cometem erros enquanto tentam gravar as cenas que parecem mágicas. Assim como eu aprendi, que o amor também nunca será perfeito para quem o sente. Ao contrário dos olhos de quem enxerga o relacionamento de fora, ele pode ser interpretado como um conto de fadas, mas a realidade é sempre mais complexa do que a perspectiva.

Quando nos conhecemos, eu descobri em você a tradução da palavra felicidade. Eu te olhei nos olhos e pronto, o meu corpo estava inteiramente entregue ao seu. Foi simples, rápido e prático a forma com que tudo aconteceu. Você não precisou fazer grandes sacrifícios para me conquistar, muito pelo contrário, eu já era sua há muito tempo e só você não sabia disso.

Eu sempre gostei de amores platônicos. E você foi o maior deles. Fuçar nas suas redes sociais, decifrar os seus sorrisos e tentar compreender uma legenda de uma pessoa desconhecida era o que mais me instigava nessa história toda. No fundo, eu achava que te conhecia só por estar presente no seu mundo virtual. Que tola, o que eu mal sabia é que a veracidade que continha por trás de uma tela de celular, seria algo completamente diferente e surpreendente ao vivo. Até hoje eu não consigo dizer, ao certo, o que foi idealizado por mim e o que realmente aconteceu. O fato, é que desde o momento em que escutei falarem o seu nome, um sentimento despertou em mim. No começo, poderia ser apenas uma curiosidade, mas com o passar do tempo, se tornou algo mais sólido que eu alimentava sozinha, com os meus próprios desejos ocultos.

Quando nos encontramos pela primeira vez, eu tive a certeza de que era e seria você. Talvez você tenha me achado uma maluca, que completava as suas respostas sem que você tenha terminado de falar. Mas entenda, que eu esperei tanto por aquele instante, que cada frase que saia da sua boca, foi previamente calculada pela minha. Eu passei dias te imaginando quando estávamos longe, e pessoalmente eu tremi descontroladamente. Me senti uma boba, uma adolescente diante do seu primeiro amor de colégio. Sabe como é? Eu perdi o rumo, fiquei sem graça e por vezes, até gaguejei quando me perguntava alguma coisa.

Eu só queria que você soubesse que para todo o sempre, existirá uma parte sua dentro de mim. Eu fui cegamente apaixonada por você, e agora que voltei a enxergar, eu ainda continuo apaixonada. Isso me faz ter a certeza que todos os nossos planos não morreram. Não importa quem errou, ou o que aconteceu, eu acredito verdadeiramente que merecemos uma nova chance. Podemos nos oferecer uma nova oportunidade, basta querermos. Se as nossas vontades, planos e sonhos forem os mesmos, estamos perdendo tempo.

Eu não estou aqui para implorar a sua atenção, muito menos para apontar o dedo na sua cara e julgar os nossos deslizes. Isso passou, tudo de ruim foi superado… Estou levando comigo, apenas as nossas boas lembranças, tudo o que fizemos um pelo outro e a mais pura certeza, de que mesmo depois desse tempo, eu ainda te sinto em mim. Você permanece pulsante nas minhas veias, vibrante no meu pensamento e essencial como o ar que eu respiro.

Depois de você, nada ficou como antes. Eu não permiti que outras pessoas chegassem perto do que estou guardando para você. Os beijos são amargos. Os abraços são frios. O sexo não tem tesão. O carinho é forçado. Eu não consigo encontrar um motivo para olhar para frente, se tudo o que me motiva a ser feliz, eu encontro quando olho para trás. Eu não queria que acabasse assim, é impossível abrir mão de você… Nos meus momentos mais difíceis, você continua sendo o meu refúgio. Me desculpa, mas desistir nunca foi o meu forte.

Enquanto estiver por aí, longe fisicamente, espero que esteja pensando em mim e que ainda reconheça as nossas afinidades quando se olhar no espelho. Se cuida, enquanto eu não posso te cuidar, e jamais se esqueça que eu te amo.

Definitivamente, o fim não combina com a gente.

COMPARTILHAR
Jéssica Pellegrini
Nunca confie em uma escritora confusa e romântica. As controversas entre um texto de amor e outro de desilusão, podem causar questionamentos pessoais. Consequentemente, sequelas mais graves.

RECOMENDAMOS



DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here