Para bom entendedor, uma mensagem visualizada e não respondida, basta!

Imagem de capa: Y Photo Studio, Shutterstock

A sociedade atual necessita da aprovação do outro em tudo. A validação do outro em nossas atitudes serve para nossa autoafirmação. A tentativa de provar algo para os outros é tão patética que faz com que as pessoas se mostrem felizes quando na verdade não estão.

Para Nietzsche “as pessoas que não sabem amar a si mesmo buscam constantemente a aprovação alheia e sofrem quando são rejeitadas. Para quebrar essa dinâmica, devemos admitir que não podemos satisfazer a todos”.

No mundo virtual a situação consegue ser pior: uma mensagem visualizada e não respondida é o mesmo que receber um murro na boca do estômago. Primeiro porque essa atitude é uma grande falta de educação, segundo porque o cérebro manda, quase instantaneamente, a seguinte mensagem para o coração: “eu avisei, seu trouxa”.

A verdade é que, se por um lado os aplicativos ajudam as pessoas a se conectarem, por outro conseguem destruir os relacionamentos em segundos. Quando uma mensagem não é respondida, a pessoa entra em uma área de pressão social e psíquica surreal, tentando encontrar justificativas para tal atitude alheia.

Nesses casos, é necessário analisar duas situações: a primeira é que ser independente em atitudes e nos relacionamentos é uma necessidade. Como afirma Martha Medeiros: “independência é aceitar a si mesmo antes da aprovação alheia. É defender a própria verdade e ter humildade para mudar de opinião caso seja surpreendido por melhores argumentos.

Ser independente é preferir ao cinema com alguém, mas não perder o filme por falta de companhia. É vibrar quando lhe abrem um champanhe, mas não deixar de comemorar sozinho se a sua alegria basta para o brinde. Ser independente é fazer tudo o que se gosta junto de quem mais se gosta, incluindo a si mesmo.”

A segunda é que as pessoas precisam trabalhar para sobreviver, portanto ,não dá para ficar respondendo mensagens toda hora.
Concordo que responder uma mensagem no prazo de (até) 24h é, no mínimo, educado, mas, se isso não acontecer, aceite que a pessoa não quer conversar com você. E, caso não saiba, ela tem direito a isso.

Aceitar que as pessoas tem liberdade de escolhas é ser coerente e não permitir que as próprias atitudes sejam desagradáveis e invasivas.

Visualizar uma mensagem e não responder é a forma sutil de dizer “não”. E, admita, você também já fez isso várias vezes…

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




Pamela Camocardi

A literatura vista por vários ângulos e apresentada de forma bem diferente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here