Vejo tantas coisas em você, inclusive a mim…

Imagem: s4svisuals/shutterstock

Todas as tentativas para esquecer-te foram e são frustradas, todos os dias, um mais difícil que o outro. Confesso que tenho falhado na missão de te tirar de dentro de mim, mas toda amputação é dolorosa e difícil de aceitar, todo pedaço depois de arrancado faz falta e é insubstituível, é preciso adaptar-se à nova vida sem ele. Te escondi no recanto mais profundo e esquecido que existe em mim e, às vezes, até parece que não existe mais nenhum rastro seu, mas basta aparecerem algumas coisas que me trazem à memória que você já esteve por aqui, que começo a te encontrar novamente e revirar o baú do meu coração que eu havia trancado pra você.

Mas, quer saber o que me deixa mais inquieta e confusa?! É ver que, talvez, essa tentativa de esquecer e de guardar esse sentimento num esconderijo, em algum canto da alma, não esteja partindo somente da minha parte, mas, também, da sua e, acabamos assim, partidos… Vejo traços da minha escrita na sua, assim como há alguns traços da sua na minha. Vejo que a nossa sintonia continua absurdamente, cada vez mais conectada, como nunca esteve antes e, isso me assusta. Vejo tantas coisas em você, inclusive a mim. Talvez, eu precise urgente de consultar um oculista, acho que estou enxergando coisas demais por não aceitar o fato de que não te verei mais. Um cardiologista também ajudaria muito, pois, tudo isso tem me causado uma grande dor no lado esquerdo do peito.

As memórias mais bonitas que me habitam, são frutos do tempo que você não era apenas uma lembrança boa, ainda rio sozinha das coisas bobas que você falava só pra me fazer sorrir. Ainda me lembro de cada pinta do seu rosto e que me perdia olhando pra elas e pro seu sorriso leve e tranquilo, que me acalmava até a alma. E, nesse exato momento, me lembro do seu olhar sereno e profundo que me fazia esquecer de tudo ao redor e só lembrar da gente, como o faz agora. Sabe, a vida costuma pregar algumas peças na gente, mas, de todas elas, você foi a minha preferida e a única que eu queria que ficasse pregada pra sempre ao meu lado, mas, como não foi possível, que você fique guardado no jardim secreto do meu coração, afinal, você foi o único que encontrou o caminho até ele…

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Rachel dos Santos
Paulistana, porém mineira de coração. Viciada em música e sorvete, adora filosofar no facebook e compor canções que guarda a sete chaves. Estudante de jornalismo , pretende construir um mundo mais bonito por meio de seus escritos. Acredita que a simplicidade é a chave que abre a porta da felicidade. Sempre usa reticências no final das frases porque sente que sempre há um pouco mais a se dizer...

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here