A felicidade pede leveza. Tire o peso dos seus ombros

Imagem: A. and I. Kruk/shutterstock

Tire o peso dos seus ombros. Deixe as coisas ruins desmoronarem e irem ao chão. O pior já passou e você está bem agora. Precisa estar. É hora de abrir as janelas e deixar a luz entrar e iluminar o que antes era só incerteza e indecisão.

Mas lembre-se bem deste momento, se lembre de como se sentiu quando finalmente se deu conta de que a vida é feita de pequenos momentos – essenciais e pequenos momentos. Das reviravoltas inesperadas do destino nascem caminhos novos, esperando para serem cruzados.

O tempo pode até passar (e ele vai), mas esses pequenos momentos irão permanecer. Devem ser sempre lembrados com carinho, porque foram eles que te fizeram melhor, mais forte. Aproveite as pequenas maravilhas, os pequenos milagres que brotam quando você olha pro céu e sente que está exatamente onde deveria estar – pouco importando se ele está nublado feito saudade ou azul como o mar.

Deixe tudo o que for ruim pra trás, mantenha a cabeça erguida e o passo firme. Segue adiante, sempre em frente até que perceba que, no fim das contas, o que importa é o que a gente carrega no coração, longe das agendas e das obrigações cotidianas.

Quando te falarem de força, recorda apenas dos momentos únicos. Desses pequenos milagres que falei.

Força é só palavra. Dá até pra levantar um carro com ela, mas pouco serve quando o assunto é demover as montanhas que formam nossa paisagem interior. É pra isso que também serve o choro. Pra lavar as feridas deixadas pelo tempo que fingimos esquecer.

Chorar é dádiva de quem vive. O desabafar dos olhos torna mais leve o caminhar, lava o horizonte feito chuva matutina. Desafogar o peito das mágoas passadas e tirar dele tudo o que for pesado demais. É como mudar os móveis de lugar, ou colocá-los em liquidação para dar espaço para os novos que estão pra chegar.

Então, tire esse peso dos seus ombros e seja bem-vindo a vida.

COMPARTILHAR



RECOMENDAMOS



Jocê Rodrigues
"É escritor e editor".

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here