Quando tudo parecer perdido, sem sentido ou estranho, leia isso.

Venho apenas pra lhe avisar: vai acontecer. É só pra lhe tranquilizar. Vai. Quando você menos esperar. E no dia já esperado. Vai. Talvez você irá duvidar, é normal. Eu sei, a gente acaba se acostumando com a aparente incoerência. Mas vai. Uma hora aquela ficha vai cair. Aquela maior de todas. Aquela única, fundamental e tão esperada. Acalme-se, pois ela virá. E tudo vai se encaixar. Aparentemente soará como um milagre. Talvez uma libertação, não sei. Mas ela virá. Quando, finalmente, todas os encontros e desencontros farão sentido. Quando tudo de péssimo, ruim, normal, bom e ótimo serão uma coisa só. Homogeneamente. Todas as situações se unirão, perfeitamente como peças de um enorme e grandioso quebra-cabeça. E tudo, tudo vai fazer sentido. Até aquilo que parecia mais sem sentido que aconteceu. Aquilo que você pensou ser uma enorme besteira, um ridículo engano ou uma inconsequente perda de tempo. E talvez demore um pouco. Ou não. Pois quando acontecer, (e sim, vai) você terá outro parâmetro para a temporalidade. Mas lhe digo antecipadamente que vai ser um momento mágico. Uma epifania. Quando, finalmente a grande ficha cair. E sim, ela vai. Talvez você sinta uma compreensão incompreensível. Talvez você aja no impulso da defesa. Talvez você pense: estou pronto? Talvez você diga: mas já? Talvez você olhe ao redor e já não reconheça mais as coisas como eram. E vai estar tudo, tudo estranhamente bem. Pois a sensação de leveza será notável, inegável, indiscutível. Como quando a tempestade passa e só o que fica é aquele confortável cheiro de grama molhada. Provavelmente você vai se surpreender, mas logo terá a certeza que tudo está como deve estar. Sim, vai. E após o choque inicial você sentirá um êxtase e uma completude inexplicáveis. Como se tivesse alcançado algo extraordinário, magnífico, divino e sublime. Palavras então já serão inúteis. E seu único sentimento será, finalmente: “VALEU A PENA”.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS



Estela Meyer
Admiradora da simplicidade e dos bons corações. Inquieta, curiosa e viajante. Adora boas histórias, risadas, cafuné e chimarrão. Faz piada de si mesma e ainda acredita nas pessoas. Anseia por um mundo com mais sensibilidade, roupas de capuz e pijamas com bolsos. Sua mais nova aquisição é um longboard.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here