Aquele que se entrega completamente nunca retorna inteiro

Imagem AstroStar, Shutterstock

Quando o seu parceiro rompe o relacionamento, você tem a sensação de ter deixado algo com essa pessoa que você não vai mais recuperar; quando um membro da família ou um amigo morre, você sente que nada será como antes porque perdeu algo muito importante. Quem se entrega completamente nunca retorna inteiro.

Se você realmente amou alguém de verdade, sabe que quando essa pessoa não está mais em sua vida, leva uma parte de você, um pequeno pedaço do seu coração desaparece para sempre, e não retorna, é um sentimento de vazio que só o tempo nos ajuda a preencher.

Como é difícil dizer adeus quando você quer dizer “fica comigo”

Nós somos seres emocionais por natureza, e é muito difícil impedir que uma situação complicada cause uma emoção. No entanto, é possível gerenciar essa emoção em termos de duração e intensidade através da inteligência emocional.

“O amor é um passo, o adeus é outro passo, e ambos devem ser firmes. Nada é para sempre na vida.”
-Chavela Vargas-

Uma pessoa inteligente do ponto de vista emocional sabe quais são os seus pontos fortes e habilidades, e aprendeu a ouvir e compreender os outros com empatia. Por essa razão, embora sinta tristeza pela perda, tem confiança no futuro e sabe que, com o tempo, tudo será superado.

Quando uma pessoa querida morre, não podemos fazer nada além de aceitar essa perda. Quando há uma separação de casal, embora seja uma situação diferente, também é importante aceitar a situação, ser realista e buscar maneiras de gerenciar a emoção que nos invade.

A entrega e o apego

Nos seus relacionamentos com amigos, familiares ou casal, deve existir um “limite de entrega” para evitar as situações de apego emocional. Walter Riso, em seu livro “Desapegar-se sem anestesia”, argumenta que a criação de uma relação de dependência significa a entrega da alma em troca de um falso prazer e segurança.

Riso define o apego como uma relação obsessiva com um objeto, ideia ou pessoa com base em quatro crenças falsas, que são as seguintes: é permanente, vai fazer você feliz, irá proporcionar segurança e dará sentido à sua vida.

“A raiz de todo sofrimento é o apego.”
-Walter Riso-

Se você vive uma relação desse tipo, nunca estará preparado para a perda e não aceitará que a outra pessoa se vá, que a relação termine ou a situação mude. A perda fará você se sentir vazio e sem uma direção objetiva na vida.

O apego corrompe, o deixa infeliz e impede que você tenha respeito por si mesmo e pelos seus valores. Você teme a perda do companheiro e perde a alegria porque investiu todos os seus recursos e a sua energia em outra pessoa, deixando de lado a sua vida e o que realmente gosta de fazer.

A chave é aprender a deixar ir

Ao longo da sua vida, a sua capacidade de dar e ser generoso é uma parte de quem você é como ser humano. No entanto, também é preciso aprender a lidar com as ferramentas necessárias para gerenciar essas perdas com integridade e aceitar que as mudanças fazem parte da vida.

Dizer adeus a uma pessoa, um emprego, um relacionamento é uma situação que enfrentamos no nosso dia a dia e é preciso enfrentar esses momentos com coragem e inteligência. Esta habilidade é necessária para evitar o sofrimento excessivo ou uma sensação de perda que nos afete negativamente.

“Aceite. Não é resignação, mas nada faz você perder mais energia do que resistir e lutar por uma situação que não pode mudar”.
-Dalai Lama-

Deixe a dor ir embora; ainda existem muitas pessoas que têm vergonha de chorar em público e reprimem os seus sentimentos e palavras. Para deixar ir, no entanto, é importante deixar sair a dor, chorar tudo o que seja necessário, mas sem se isolar. Converse com seus amigos, diga-lhes como você se sente e ouça os seus conselhos.

Concentre-se em você mesmo. Pelo menos uma vez na vida seja um pouco egoísta e dedique um tempo para olhar dentro de si mesmo, sem se sentir culpado. O que você gosta? O que você quer fazer? Pense nas suas necessidades e o que realmente é importante para você. “Deixar ir” essa pessoa ou essa situação o deixará mais confiante e seguro.

Cuide-se. Foque em si mesmo e faça o que gosta. Se quer fazer uma viagem, este é o momento certo. Dessa forma, você verá a situação sob outra perspectiva, poderá se desconectar e verá as coisas de outra forma. Pense que as novas situações sempre trazem novos elementos e sempre ganhamos alguma coisa: liberdade, aprendizado, capacidade de superação, etc.

Fonte indicada: A Mente é Maravilhosa

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS




A Soma de Todos Afetos

Blog oficial da escritora Fabíola Simões que, em 2015, publicou seu primeiro livro: “A Soma de todos Afetos”.

1 COMENTÁRIO

  1. Nossa amei! Quanto vi o título resolvi ler pois pensei: realmente sou um “ET”. Fiquei feliz com o ponto de vista. Vivo intensamente o hoje com tudo o que tenho é o que nao tenho, sou inteira, metódica e compromissada com pessoas, atitudes e coisas, então quando termina algo, para mim é ponto final e tá resolvida a questão.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here