A vida. Perfeita como ela é.

Imagem de capa: Gomeniuk Oleksandr, Shutterstock

Você vai viajar quilômetros pra ir numa consulta marcada há meses e quando chegará lá seu horário estará trocado, aí você descobrirá que perdeu a viagem.

Você vai tirar o colega que mais detesta no amigo secreto e vai ganhar um jogo de panelas de natal.

Vai chover logo que você sair do salão, sua meia calça vai rasgar já na chegada e sua unha vai lascar bem no meio.

É a vida.

Você vai encontrar seu ex no mercado, no seu pior dia. Vai se declarar pra alguém e vai levar um fora. Vai dormir de lentes, pegar virose e seu pet vai morrer.

Essa é a vida.

Você vai esquecer de ligar o despertador e vai perder o ônibus.

Ah, você também vai perder seu brinco favorito e seus livros emprestados não serão mais devolvidos.

O preço da passagem vai despencar no dia seguinte que você comprou e no dia da viagem você vai sentar logo atrás de uma família com 4 crianças.

E é claro que você, obviamente, vai pegar a fila mais longa no dia que tem só meia hora de almoço.

É, essa é a vida.

Pessoas boas morrem cedo e alguns trastes vivem até os 90 anos.

E essa é a vida.

Merdas de todos os tamanhos acontecem o tempo todo.

Todos os dias. Com todo mundo.

E aí o que fazer com tudo isso?

Chorar, gritar, chutar portas e brigar com Deus?

É, até pode ser.

Mas dizem tudo acontece pro nosso bem, e que no final tudo dá certo.

Ainda não achei explicação pras unhas lascadas, nem pras meias rasgadas, mas quem sabe um dia você descubra que se tivesse chegado no horário aquele dia poderia ter se envolvido num acidente.

Que justo naquele ônibus estava a pessoa que lhe daria um conselho valioso ou fique sabendo que aquele crush era um serial killer.

Talvez você se dê conta que a perda de alguém te fez mais forte, que naquele voo estava o amor da sua vida e que você, realmente, estava precisando de panelas novas.
É… Essa é a vida.

COMPARTILHAR

RECOMENDAMOS





Estela Meyer
Admiradora da simplicidade e dos bons corações. Inquieta, curiosa e viajante. Adora boas histórias, risadas, cafuné e chimarrão. Faz piada de si mesma e ainda acredita nas pessoas. Anseia por um mundo com mais sensibilidade, roupas de capuz e pijamas com bolsos. Sua mais nova aquisição é um longboard.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here